Jiu-Jitsu contra o terrorismo

Share it

As autoridades da Jordânia têm apostado no Jiu-Jitsu. E para assuntos de segurança nacional.

Desde o ano passado, o governo jordaniano tem usado o nosso Jiu-Jitsu como base de treinamento do seu principal grupo de elite, o Darak. Este grupo de elite é responsável pela segurança de pontos sensíveis do país, como embaixadas e aeroportos, e protagoniza operações especiais antiterroristas.

Desde 2009 o brasileiro Samy El Jamal treina seus integrantes com técnicas que buscam minimizar ao máximo o risco de lesões, tanto dos “caveiras” jordanianos como dos eventuais suspeitos.

A previsão é que em quatro anos todas as técnicas de prisão em território jordaniano sejam padronizadas. Mas Samy vai além. O Darak quer criar uma equipe de competição de alto nível até 2012.

Assista ao vídeo e confira e avalie você mesmo o grau de eficiência desses soldados.

Ler matéria completa Read more
There are 4 comments for this article
  1. felipe amorim at 2:32 pm

    é até piada achar que essas kimuras e puxadas pra guarda vão intimidar os homens da al-quaeda, é de fazer rir, se nem os milhões que o imperialismo americano está ofereçendo pela cabeça de osama não está surgindo efeito, com certeza não será esse programa de defesa pessoal que fará. fala sério…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *