Anderson sobre Demian: “Para mim não muda nada”

Share it

Antes programado para encarar Vitor Belfort no dia 10 de abril, no UFC 112, em Abu Dhabi, Anderson Silva teve o oponente modificado. Uma lesão no ombro tirou Belfort do desafio e o substituto escolhido foi o faixa-preta de Jiu-Jitsu Demian Maia. Apesar de preferir não falar muito sobre o próximo combate, quando colocará em jogo o cinturão de médios da organização, o Aranha bateu um papo com o GRACIEMAG.com.

Anderson defende o título contra Demian Maia. Foto: Josh Hedges

O que achou da mudança de oponente, muda algo para você?

Não acho nada, para mim não muda nada.

Você esteve em Abu Dhabi e viu toda a estrutura desta primeira edição por lá, que será numa arena aberta, ao ar livre. O que pode ser importante para o UFC, lutadores e modalidade essa expansão?

É uma nova experiência para mim, para os outros atletas que se apresentarão lá e, principalmente, para o Ultimate. Acho que tudo que vem a somar, tanto para Zuffa quanto para nós lutadores, é gratificante. Tudo que muda assusta um pouco, mas a expectativa é grande e estamos aguardando para ver se, realmente, será um grande evento e vai ter a audiência esperada. Espero que seja um sucesso, meus votos são para que isso aconteça. Mas, até acontecer, ficamos na expectativa.

Qual o peso de ser o campeão do UFC, um dos principais lutadores do mundo e estar sempre em evidência?

Na verdade, ao contrário do que muitos pensam, não estou preocupado com isso não, cara. Minha preocupação sempre foi e será, enquanto estiver lutando, dar o melhor para a minha família. Treino para fazer um bom trabalho, e ter tempo para minha família. Não existe bolsa, cinturão ou nada que pague isso.

Dois amigos seus estarão em ação neste sábado, o Rodrigo Minotauro e o Wanderlei Silva, que enfrentam Cain Velasquez e Michael Bisping, respectivamente. O que espera desses combates?

São duas lutas duras, mas eles estão muito bem preparados e acredito que vai dar tudo certo. Eles estão bem preparados e que Deus esteja com eles.

Ler matéria completa Read more
There are 7 comments for this article
  1. Robson Rodrigues at 3:04 pm

    Caso Demian Maia deixe a luta prosseguir em pé pode levar um “passeio” do Anderson, por mais que afie seu boxe. É possível que Anderson brinque com ele, como brincou com Thales Leite e Forrest Griffin A única alternativa para Demian é a luta no chão. Mas Anderson Silva dificilmente vai querer brincar com Demian no chão. A luta deve ser decidida por quem conseguir impor melhor o seu jogo. E Anderson é mestre em impor o seu jogo. Por isso é o campeão até hoje.

  2. Marcelinho at 1:50 am

    Andersson x Demian…
    Eu sou Demian na ‘peleja’..mas esse tal de Andersson é fera brabíssima!!!
    Ele tem qualidade..é bom de briga ,de porrada , e tem uma boa visao da luta!!
    Se fosse com o Vitinho acho que daria o Vitinho..
    O negao deu sorte pois Vitinho se machucou…
    bom , aguardemos o dia entao!!!
    Jiu Jitsuuuuuuu!!!
    abçs a todos , sorte aos lutadores!!

  3. Felipe Tibiano at 4:59 pm

    É isso ai meu camarada, falou tudo, vai ser um joelhadão no rosto do Demian assim que ele tentar o double leg, ou então o anderson aproveita para pegar no clich, ai brother e joelho na costela e abraço!!!

  4. Felipe Tibiano at 5:01 pm

    Sou praticante de jiu-jitsu,o Demian é fera demais,mas vamos combinar, é a mesma coisa achar que o garrincha não driblaria o junior baiano rsrs!!

  5. Iron man at 1:22 pm

    É…se o Anderson tivesse lutado com o belfort eu queria ver ele fazer gracinha…menosprezar os outros e agir de forma arrogante como agiu…meu irmão tem que cair pra dentro e lutar…estratégia é uma coisa…medo de lutar é outra…se o anderson ficou na distância com medo de um double leg…que treine mais defesa de queda…ou treine mais groun and pound…eu o admiro por ser o excelente lutador que é…mas Anderson…muda esse jogo ae pow…por que não faz igual ao saint pierre…seja completo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *