Cyborg e Diaz comentam triunfo: “Quero Georges St. Pierre”, diz o americano

Share it

Nick Diaz faturou o cinturão . Foto: Esther Lin

Duas disputas de cinturão agitaram a última edição do Strikeforce, que aconteceu no dia 30 de janeiro, em Miami. Delas saíram vencedores Nick Diaz e Cris Cyborg. 

Nick Diaz, que fez a principal luta da noite, bateu Marius Zaromskis por nocaute técnico e garantiu o título de meio-médios, que estava vago. Perguntado na coletiva de imprensa após a luta sobre quem seria o próximo adversário, disparou: 

“Quero o Georges St. Pierre. Não vejo outra opção depois de vencer o cinturão. Quero lutar contra o melhor, contra quem o povo diz ser o melhor”, desafiou Diaz, mirando o campeão da mesma categoria no UFC, principal concorrente do Strikeforce nos EUA.  

Menos contundente, pelo menos nas declarações, foi Cristiane Cyborg, depois de chegar a nona vitória seguida contra Marloes Coenen.   

“Estou muito feliz por mostrar cada vez mais o meu trabalho. Meu plano era voltar com o cinturão para casa! Acho que a luta foi boa. A Coenen é uma boa adversária e estou feliz. Eram cinco rounds para decidir. Sempre busco o nocaute e estou muito feliz por ter acabado no terceiro round”, disse. 

“A próxima luta deixo nas mãos do Scott (Coker, dirigente da organização) e meu empresário, mas luto contra qualquer uma”, finalizou a brasileira.

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *