Arona e o UFC: “Espero não precisar lutar com Minotouro”

Share it

Arona na luta contra Marvin Eastman, quando machucou o joelho. Foto: Carlos Ozório

Depois de dois anos afastado dos ringues, Ricardo Arona voltou a ação no Bitetti Combat 4, no Maracanãzinho, em setembro de 2009. Entretanto, no combate contra Marvin Eastman, o faixa-preta de Jiu-Jitsu acabou contundindo o joelho e teve que se submeter a uma cirurgia. Durante uma sessão de fisioterapia, Arona conversou com o GRACIEMAG.com. Além de falar da recuperação, comentou as chances de lutar no Ultimate Fighting Championship.

Como está a conversa entre você e o UFC?

O que aconteceu é que surgiu uma oportunidade e, quando eu voltar a lutar, no fim do ano, depois de recuperar o meu joelho, de repente volto no Ultimate. Mas é apenas uma probabilidade, uma oportunidade que apareceu e ainda não há nada concreto.

Este é o seu maior desejo? Vai batalhar por isso?

O meu objetivo é lutar no UFC. Conversei com alguns empresários, pessoas que tenho contato, e poderia realmente aparecer essa oportunidade no final do ano. Por enquanto não é concreto. É apenas uma conversa que pode ser viabilizada. Uma oportunidade.

Rogério Minotouro é seu amigo e luta na mesma categoria que você se apresentará (meio-pesado), caso assine com o Ultimate. Isso pode atrapalhar?

O Rogério já esteve comigo na mesma categoria, no Pride, e quase lutamos no GP. O ideal é que essa luta realmente não aconteça, um combate entre amigos que treinam juntos. Ninguém quer ver isso, nem eu. Mas, se tudo der certo, o que é o meu plano para o final do ano, espero entrar no UFC e não lutar contra o Rogério. Ele é meu amigo e, contra ele, certamente não quero lutar.

Arona em demonstração com Minoto na Polícia Federal. Os dois não se enfrentariam no UFC. Foto: Carlos Ozório

Falam que a categoria mais disputada do mundo é a de meio-pesados, principalmente no UFC. Ser campeão dela é o mesmo que ser o melhor do mundo?

Hoje em dia é muito difícil dizer quem é o melhor do mundo, até porque nem sempre o melhor ganha. É muito difícil falar quem é o melhor do mundo e até sustentar esse posto. O Lyoto Machida é o campeão da categoria, mas pode aparecer um outro lutador, até outro brasileiro, e vencê-lo. Não dá para dizer que o campeão de uma categoria é o melhor. Ele pode até ser naquele momento.

Durante todo esse tempo afastado dos ringues, apenas observando, o que mudou no MMA?

Na minha opinião, olhando de fora, o esporte cresceu muito em todo o planeta. Las Vegas injetou força no evento (UFC), que ganhou outro porte. O esporte dominou o mundo e hoje é muito mais profissional. Houve também uma melhora dos atletas, no nível técnico. Hoje os lutadores estão mais treinados. Mas acho que o melhor é o fato de não ter mais muito o que acontecia no Pride, um primeiro round de 10 minutos. Era muito difícil lutar esse primeiro round e depois render bem. Com três rounds de cinco, os atletas puderam soltar muito mais o jogo. Assim a luta fica muito mais excitante.

Enfim, quando realmente você deve voltar a lutar?

Meu joelho está se recuperando bem. O meu plano é voltar a lutar em outubro, se Deus quiser no Ultimate. Mas, como disse, ainda não há nada certo. Foi apenas uma conversa que me deixou super esperançoso.

Ler matéria completa Read more
There are 9 comments for this article
  1. Paulo Henrique at 1:23 pm

    Força Arona, estamos torcendo para que sua recuperação seja rápida e que você consiga lutar no UFC o mais breve possivel. Você tem capacidade e experiencia para arrebentar e conquistar um titulo.

  2. emersonBJJ at 3:56 pm

    pode crer,sou fã do arona,ele tem um jogo de grappling muito forte,além de ser um cara duro,só falta afiar a trocãção e as defesas caso encontre um bom striker.
    Sorte irmão

  3. leonardo vieira camilo at 12:27 am

    fala ai arona vc ta mais que certo lutar com o minotouro naum tem nem graca dois amigos se enfrentando naum da eu quero ver vc lutando com o fedor d novo aquele russo tem que perder e eu quero ver ele perder pra vc

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *