Morango confirma luta contra Pellegrino no UFC 111

Share it

Morango na estreia pelo UFC. Foto: Josh Hedges

Possibilidade noticiada em sites especializados de todo o planeta, Fabrício Camões, o Morango, confirmou ao GRACIEMAG.com o combate com Kurt Pellegrino. Depois de empatar na estreia pelo Ultimate, contra Caol Uno, em novembro de 2009, Morango conta com uma ajuda especial para não deixar o triunfo escapar no próximo desafio. De férias no Rio de Janeiro, não descansou e afiou o muay thai com Anderson Silva.

A luta contra Pellegrino acontece no dia 27 de março, no UFC 111, em New Jersey. Confira abaixo o bate-papo com o nosso GMA, que também fala do adversário e, nas entrelinhas, é mais um que confirma a luta de Anderson em abril:

Seu próximo adversário é realmente o Kurt Pellegrino?

É isso mesmo. Acabei de conversar com o meu empresário e está tudo certo. Estarei de volta no Ultimate 111 e, graças a Deus, é mais uma lutinha aí.

O que acha desse oponente?

O que eu falo para todos é que ali no Ultimate estão os melhores do mundo. Entrei lá para me testar contra os melhores e, novamente, eles me deram um adversário de nome no evento. O Kurt Pellegrino é um cara que já tem várias lutas ali dentro. Mas acho que não tem mistério não. Estou muito bem treinado e a cada dia acho que estou melhorando em todos os aspectos da luta, não apenas o Jiu-Jitsu, que é o meu carro chefe.

Falando em Jiu-Jitsu, o Kurt luta bem no solo. Finalizou em nove das 14 vitórias. Terá muito chão nesta luta?

Entendo que ele vem do grappling, que é o forte dele. Mas, como sou faixa-preta do Royler Gracie, acho que é muito difícil um atleta me surpreender no chão. Confio muito no meu Jiu-Jitsu, tenho consciência que esse é o ponto forte do meu jogo. Mas ali dentro tem que partir para definir a luta e estar preparado para lutar onde o adversário estiver. Com certeza, o fato de ele ter muitas finalizações indica que provavelmente teremos trabalho no chão. Isso é parte da tática de qualquer um. Todos querem levar a luta para onde se sentem mais confortáveis. Mas trabalho para ficar confortável em todas as áreas.

Com analisa seu empate na estreia pelo UFC, contra o Caol Uno?

Não foi o resultado que esperava. Voltei para casa com um empate e espero trazer essa vitória agora. Dei uma pedalada que não valia e acho até que o juiz se precipitou um pouco. Já vi outros atletas utilizarem o mesmo recurso e apenas serem advertidos. Dessa vez procurarei a vitória de qualquer maneira, por finalização ou nocaute.

Contra Uno, Morango mostrou bom muay thai. Para isso, conta com a ajuda de Anderson Silva. Foto: Josh Hedges

Você falou em nocaute. Com está se aperfeiçoando na luta em pé?

Venho tentando melhorar a trocação. Tenho treinado com o Anderson Silva e a galera lá na XGYM e, quando voltar para os Estados Unidos, também trabalharemos juntos lá. Estou afiando a faca para lutar em qualquer área. O negócio é se aprimorar e, cada vez que entrar para lutar ali, estar um atleta mais completo.

Mas o trabalho ao lado do Royler continua?

Vim passar as férias de final de ano e aproveitar com a família. Neste domingo já volto para os Estados Unidos, onde continuarei o treinamento em San Diego. O Royler deve chegar no final de janeiro para trabalhar com a gente. Como o Anderson tem luta em abril, acredito que vá aos Estados Unidos e vamos intensificar os treinamentos também.

Ultimate 111 – No mesmo evento, acontecem as disputas de cinturão meio-médio e pesado – este interino – entre Georges St. Pierre e Dan Hardy e Frank Mir contra Shane Carwin, respectivamente:

Confira o possível card:

UFC 111

Nova Jersey, NJ, EUA

27 de março de 2010

Georges St. Pierre x Dan Hardy

Shane Carwin x Frank Mir

Thiago Alves x Jon Fitch

Ricardo Almeida x Matt Brown

Martin Kampmann x Ben Saunders

Mark Bocek x Jim Miller

Fabricio Camoes x Kurt Pellegrino

Jared Hamman x Rodney Wallace

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *