Cigano e a luta contra Gabriel Napão

Share it

Com quatro vitórias no UFC, todas decididas por nocaute, Junior dos Santos, o Cigano, ganha espaço entre os pesos pesados da organização. Vindo de vitória sobre Gilber Yvel, no dia 2 de janeiro, o lutador já tem outro desafio agendado. No dia 21 de março, Cigano encara o faixa-preta de Jiu-Jitsu Gabriel Napão, no UFC on Versus 1. A fera da Minotauro Team conversou com o GRACIEMAG.com e contou o que espera de mais esse desafio.

Cigano bate forte em Yvel. Foto: Josh Hedges

Você praticamente não descansará depois da última vitória. Acha que isso pode atrapalhar?

Estou contente por mais essa oportunidade. É uma luta boa para mim. O Napão é um cara bastante duro e perigoso, mas estou no ritmo e acredito que o tempo será suficiente para me preparar. Estou feliz com essa decisão do Ultimate.

Era para você ter enfrentado o Napão no último combate, mas ele teve um problema de saúde e deu lugar ao Gilbert Yvel. O fato de já ter estudado e treinado para o jogo dele ajuda?

Acho que sim. Como você disse, já estava estudando ele e fazia um treino totalmente voltado para ele. Vou retomar isso e focar na forma que ele luta novamente para montar a minha estratégia.

O sucesso no UFC, até o momento, foi através da trocação e a sua única derrota em 11 lutas foi no chão. Tem se aplicado também no Jiu-Jitsu, que pode ser uma das armas do Napão nesta luta?

Tenho treinado muito chão, com bastante freqüência. Inclusive, treino Jiu-Jitsu todos os dias, da mesma maneira que treino boxe. Antes da luta contra o Yvel, por exemplo, o Demian Maia deu um pulo na Bahia e treinei com ele. No Rio o Feijão me dá uma força muito grande. Conto com muitos faixas-pretas de primeira, que me ajudam. Acho que estou em dia com o chão sim e tenho até condições de surpreender por ali.

A luta acaba com uma finalização do Minotauro”, Junior Cigano.

Seu companheiro de equipe e de categoria no UFC, Rodrigo Minotauro encara o Cain Velasquez no dia 20 de fevereiro. Como analisa o Velasquez para esse desafio?

O Cain é um grande lutador, tem bastante gás e um wrestling muito bom. Ele é do time top dos Estados Unidos. Acredito que a estratégia dele é lutar os três rounds. Ele certamente vai conseguir derrubar, mas a luta acaba com uma finalização do Minotauro. O Velasquez é bom, mas a técnica do Rodrigo no chão e na trocação é bem superior. Por isso, penso que a saída dele vai ser tentar derrubar e tentar ficar enrolando no chão.

Confira o card:

UFC on Versus 1
21 de março de 2010

Jon Jones x Brandon Vera
Junior Dos Santos x Gabriel Gonzaga
John Howard x Anthony
Johnson
Clay Guida x Sean Sherk
Spencer Fisher x Duane “Bang” Ludwig
Eliot Marshall x Vladimir Matyushenko
Chase Gormley x Brendan Schaub

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta para Little Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *