Aoki se desculpa sem convencer

Share it
A "chave de polícia" esquisita de Aoki. Foto: FEG / Divulgação.

A "chave de polícia" esquisita de Aoki. Foto: FEG / Divulgação.

Shinya Aoki foi duramente criticado pelos organizadores do Dream após a vitória em cima do campeão do Sengoku Mizuto Hirota, no K-1 “Dynamite: The Power of Courage 2009″, na noite de réveillon no Japão.

Em atitude nada respeitosa, após a chave de braço que entortou Hirota a 1min17s de luta, Aoki levantou o dedo para o oponente caído e desmoralizado na lona. Não bastasse, o campeão dos leves do Dream repetiu o gesto obsceno para torcida e os segundos de Hirota.

No dia seguinte, após represálias dos organizadores e da opinião pública, Aoki pediu desculpas, mas não se mostrou arrependido. Justificou seu ato pela excitação sentida na luta, e não disse o que Hirota fez para irritá-lo tanto.

“Depois da minha luta estava excitado e fiz algo rude pelo qual deveria me desculpar. Mas isso só demonstrou quão empolgado estava para aquela luta”, disse Aoki na coletiva de imprensa, apesar de dias antes ter chamado o adversário de um “virtual deconhecido”, disse.

“Quando eu trouxe o braço dele para trás, pude sentir estalando. Eu pensei ‘bem, esse cara é orgulhoso e não vai bater, vai?’ Então sem hesitar, eu quebrei o braço dele. Ouvi o barulho quebrando e pensei ‘ah, isso aí, quebrei’. Aí eu fui parado logo em seguida, mas não me arrependo”, completou.

O próximo desafio de Aoki será Tatsuya Kawajiri em confronto cotado para acontecer em março. Para 2010, Aoki mostrou disposição. Disse que deseja realizar de sete a dez lutas em sua carreira.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *