UFC: na noite dos nocauteadores, faixa-preta Rashad vence Thiago; Cigano atropela entre os pesados

Share it
"Sugar" Evans com a nova faixa-preta de Jiu-Jitsu, ao lado do gigante Rolles Gracie.

"Sugar" Evans segura a nova faixa-preta de Jiu-Jitsu, ao lado do gigante Rolles Gracie. Foto: Divulgação.

Ontem à noite, sábado, o UFC deu a largada no seu calendário 2010 de lutas. Com a MGM arena lotada, em Las Vegas, Rashad Evans venceu na luta principal o paulista Thiago Silva na decisão unânime dos juízes e iniciou a sua jornada de volta rumo ao cinturão. Já Junior “Cigano” dos Santos estreou o ano com o pé direito conquistando a vitória contra o holandês Gilbert Yvel no primeiro round, a 2 minutos de luta.

Após perder o cinturão dos meio-pesados para o brasileiro Lyoto Machida, em maio de 2009, Rashad Evans retornou ao octógono, ontem à noite, para encarar outro brasileiro, o paulista Thiago Silva. Apesar de ter dominado a maior parte da luta, a vitória não veio fácil para o novo faixa-preta de Jiu-Jitsu, que treina na academia de Renzo Gracie em Nova Jersey.

Rashad Evans começou o duelo partindo pra cima de Thiago Silva que teve performance inferior nos dois primeiros rounds. O americano levou a luta para o chão e Thiago não conseguiu impedir suas diversas tentativas de queda. Nos três minutos finais da luta, já no último round, Silva esboçou uma reação tentando dar um show para a plateia e levando a luta em pé.

O brasileiro acertou um direito seguido de uma combinação de golpes que balançou Evans. Mas este conseguiu reagir e manter o brasileiro encurralado contra a grade até o sino tocar e os juízes darem vitória por unanimidade para o americano. “Foi um bom soco”, disse Evans sobre o direito que o machucou no último round. “Eu fiquei mais preguiçoso no terceiro round e paguei por isso”, completou.

Junior “Cigano” dos Santos foi quem brilhou no UFC 108 com performance impecável e luta digna de uma disputa de cinturão dos pesados. Depois de ter derrubado o croata Mirko Cro Cop, Stefan Struve e Fabrício Werdum, foi a vez de Gilbert Yvel, holandês de 33 anos especialista em nocautes, enfrentar o catarinense.

Em apenas 2 minutos e 7 segundos, Cigano acertou bons golpes com destaque para um cruzado de esquerda, que levou o holandês ao chão. Cigano seguiu castigando o adversário até a interrupção do árbitro Herb Dean.

“Eu amo isso. Eu amo ser um lutador, amo este lugar. Minha vida é maravilhosa”, disse Cigano após a vitória.

UFC 108 – Evans vs. Silva
MGM Grand Garden Arena, Las Vegas, Nevada, EUA
2 de janeiro de 2010

Rafaello Oliveira venceu John Gunderson por decisão unânime dos jurados
Jake Ellenberger venceu Mike Pyle por nocaute técnico a 22s do 2R
Mark Munoz venceu Ryan Jensen por nocaute técnico a 2min30s do 1R
Cole Miller finalizou Dan Lauzon com uma kimura aos 3min05s do 1R
Martin Kampmann finalizou Jacob Volkmann na guilhotina aos 4min03s
Junior “Cigano” dos Santos venceu Gilbert Yvel por nocaute técnico a 2min07s
Jim Miller finalizou Duane Ludwig na chave de braço aos 2min31s
Sam Stout venceu Joe Lauzon por decisão unânime dos jurados
Paul Daley nocauteou Dustin Hazelett aos 2min24s
Rashad Evans venceu Thiago Silva por decisão unânime dos jurados

Ler matéria completa Read more
There are 3 comments for this article
    • Marcelo Dunlop at 11:56 am

      Fala Fábio,

      exato, catarinense, corrigi a nota. Valeu por estar ligado, o texto é da assessoria do Premiere, e embarcamos no engano!
      Abraços e continue participando!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *