Acusado de matar Jara é preso

Share it
Marco Jara comemora vitória de Bob Sapp no K-1. Foto: Divulgação.

Marco Jara comemora vitória de Bob Sapp no K-1. Foto: Divulgação.

Vinícius da Silva Neto, um dos dois suspeitos de roubar e matar na última quinta-feira o professor Marcos Jara, foi preso na manhã desta segunda-feira, informou o site do jornal “O Globo”. O rolex do amigo Brent Garret, que foi baleado durante o assalto, foi recuperado com o preso. O americano continua internado no Copa D’Or e seu estado de saúde é estável.

O acusado foi localizado pela Polícia Militar por conta de uma denúncia anônima, em Santa Cruz. A prisão aconteceu um dia depois da Polícia Civil divulgar seu retrato falado.

Jara, de 39 anos, foi encontrado morto dentro de um carro na Rua Marmiari, num dos acessos à favela do Sapo, em Senador Camará, zona oeste do Rio, na quinta-feira. O ex-professor de Jiu-Jitsu de astros como Bob Sapp e Mirko Cro Cop estava indo passar o Natal em Parati, na costa do estado do Rio de Janeiro.

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. felipe alves at 5:28 pm

    lutador de jiu-jitsu tem que ter consciência e não pedir paz, e sim pedir penas mais duras,era como já cantava peter tosh em Equal Right: muitos choram pela paz, mas poucos choram por justiça. o Brasil perde não apenas um lutador de jiu-jitsu como foi definido por uma boa parte da imprensa brasileira, o brasil perde um treinador de vale-tudo reconhecidissímo no mercado mundial, mais uma vez um menor, como muitos chamam pelo Brasil, e mais uma vez um menor está envolvido de forma contundente, num crime brutal, já passou da hora da comunidade da luta fazer a sua parte e pedir junto aos políticos mudanças na legislação brasileira, já chega…. sangue brasileiro sujar o octógono é honra, mas corpo de brasileiro tombar no chão sem vida, e ver esses mesmos autores terem as benesses da lei é humilhante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *