Combate encerra transmissões ao vivo em 2009 com Rani x Benavidez

Share it
Rani Yahya chuta antes de levar para o chão. Foto: Josh Hedges.

Rani Yahya chuta antes de levar para o chão. Foto: Josh Hedges.

O último evento ao vivo do Combate deste ano promete para o assinante do canal especializado em lutas do sistema pay-per-view da Globosat. A partir da 1h da madrugada deste sábado, dia 19, para domingo, dia 20, o Combate e o Combate HD transmitem ao vivo e com exclusividade o WEC, com a luta entre os pesos leve (até 70kg) Donald “Cowboy” Cerrone x Ed “9mm” Ratcliff direto do Arco Arena, na Califórnia, Estados Unidos. A noite contará com a presença do brasileiro Rani Yahya, do Distrito Federal, que enfrenta Joseph Benavidez.

Está será uma luta importante para Cerrone e para Ratcliff. O vencedor poderá ser o próximo a enfrentar o atual campeão dos pesos leve Jamie Varner. Cerrone tem 10 vitórias e somente duas derrotas, exatamente para Varner e para Ben Henderson, dois campeões da categoria. O “Cowboy” está ansioso em enfrentar Ed Ratcliff (sete vitórias e uma derrota) e quer provar que tem o arsenal certo para derrotá-lo. “Ele não vai tentar levar a luta para o chão. Vai tentar me derrotar no meu jogo, que é a trocação”, disse um motivado Cerrone. “Espero que ele esteja pronto. Quero trabalhar minha volta para uma tentativa de cinturão”, finalizou.

Ratcliff é faixa preta em taekwondo e karate e também está confiante para a luta de domingo. Com três vitórias no WEC, sobre Johnny Sampaio, Alex Karalexis e Phil Cardella, o americano de 26 anos sabe que pertence ao topo da categoria peso leve da organização. “Assim que meu empresário disse o nome de Donald eu falei ‘Vamos lá’. Ele nem teve tempo de terminar a frase”, disse Ratcliff. “Minha luta com Donald tem potencial para ser uma guerra e mal posso esperar por ela”.

Brasileiro de fala mansa e especialista em jiu-jitsu, o peso pluma (até 61kg) Rani Yahya (15 vitórias e quatro derrotas) venceu quatro de suas últimas cinco lutas no WEC. Foi campeão mundial em Abu Dhabi em 2007 e, embora respeite a capacidade de Joseph Benavidez (10 vitórias e uma derrota), espera fazer do californiano a sua próxima vítima. “Joseph é um lutador muito rápido, mas acho que posso colocá-lo em algumas posições bem ruins e vencer a luta”, afirmou Rani.

Rani Yahya é um lutador incrível, mas acredito que sou um lutador melhor no geral” Joseph Benavidez

Para seu concorrente esta será uma luta importante. Atual promessa da categoria galo, Benavidez tem velocidade e força e acredita que tem o tempero para derrotar o brasileiro. “Não há dúvida que estou faminto e preciso provar minha força nessa luta. Yahya é um lutador incrível, mas acredito que sou um lutador melhor no geral”, disse Benavidez referindo-se à sua única derrota para Dominick Cruz, em agosto.

Após ganhar o prêmio de Nocaute da Noite em suas duas últimas lutas, talvez não exista lutador que esteja tão na crista da onda como o peso leve Anthony Njokuani. Com doze vitórias e duas derrotas no MMA, Anthony nunca foi derrotado como lutador profissional de muay thai. Agora ele pretende ganhar seu terceiro prêmio ao derrotar Chris Horodecki (13 vitórias e uma derrota). “Esse é o tipo de luta que eu estava esperando”, disse o nigeriano naturalizado americano. “Quando vencer esta luta estarei no nível que sempre esperei, na mira por uma disputa de título mundial”.

Com o apelido de “O Martelo Polonês”, Chris Horodecki estourou no MMA durante sua passagem pelo extinto International Fight League (IFL). Com uma mão pesada e uma abordagem agressiva, Horodecki estreia no WEC e acredita que uma vitória sobre Njokuani fará dele um concorrente imediato ao título do leve. Pronto para competir no maior palco de MMA, Chris está animado para a luta e pronto para a batalha. “Sou o cara novo aqui do WEC, também quero construir meu nome assim como todos os outros. Com a estratégia certa vou derrubar Anthony”, afirmou o canadense.

O assinante Combate confere também o confronto entre o japonês Takeya Mizugaki (12 vitórias, três derrotas e dois empates) e o americano Scott Jorgensen (sete vitórias e três derrotas).

WEC – Cerrone vs Ratcliff
The Pearl, Las Vegas, Nevada
19 de dezembro de 2009

Donald Cerrone x Ed Ratcliff
Anthony Njokuani x Chris Horodecki
Joseph Benavidez x Rani Yahya
Takeya Mizugaki x Scott Jorgensen

Bart Palaszewski x Anthony Pettis
Muhsin Corbbrey x Zack Micklewright
John Hosman x Chad George
Courtney Buck x Brandon Visher
Brad Pickett x Kyle Dietz
Jameel Massouh x Erik Koch

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *