NOCAUTE # 83: A pedreira no caminho de Minotauro

Share it

VelasquezRothwellUFC104HEDGES

Pergunte a qualquer atleta em início de carreira, seja a modalidade que for, se ele sonha em disputar uma Olimpíada? É bem possível que o percentual de respostas positivas beire os 100%. No entanto, este não é o caso de Cain Velasquez. Fenômeno da luta olímpica americana, wrestler consagrado nas disputas universitárias, este lutador de ascendência mexicana simplesmente abriu mão de representar seu país na maior festa do esporte mundial. O motivo? Ser feliz no MMA. “Quando eu fazia wrestling sentia que estava faltando alguma coisa. E o que estava faltando era dar soco”, justifica.

Pelo menos até agora a opção vem sendo mais do que acertada. Já são sete vitórias em sete apresentações como profissional, sendo seis delas vencidas por nocaute técnico. Aos 27 anos, Velasquez está no auge da forma, e vem tomando de assalto a categoria dos pesados do UFC.

O próximo desafio atende pelo nome de Rodrigo Minotauro, que Cain enfrenta no dia 22 de fevereiro, na estréia do UFC em terras australianas.

A NOCAUTE #83, edição que já está à venda nas bancas de todo o Brasil, traz um bate-papo exclusivo com Velasquez. Confira um aperitivo e corra até a banca mais próxima para garantir a sua.

Por Nalty Jr. – especial para a NOCAUTE

Como surgiu a oportunidade de lutar no UFC?

Eu tinha duas lutas no currículo e queria lutar em outros shows antes de ir para o UFC,  para ganhar alguma experiência. Mas estava muito difícil conseguir lutar por outras organizações, então meu empresário disse: ‘estamos sem lutar por muito tempo, não dá mais para esperar. Está na hora de ligar para o UFC’.  Ele ligou, fez uma proposta para o Dana White e nos fomos para Vegas. Levamos dois lutadores e o Dana me assistiu a lutar em pé com estes dois lutadores a lutar Jiu-Jitsu com outros dois atletas do peso pesado. Ele gostou do que viu e disse que eu estava entrando para o UFC.

Você  lembra quando foi a primeira vez que ouviu falar MMA?

Eu era muito novo, no UFC 1. Eu tinha curiosidade sobre as lutas. Mas a primeira vez que eu quis praticar MMA  foi quando eu fazia wrestling na faculdade. Falei para o meu técnico que eu queria começar a lutar e ele disse: ‘primeiro treina o wrestling, termina a faculdade, pega sua graduação e depois disso eu te encaminho para as pessoas certas, para o time certo, e você segue sua carreira no MMA. Então depois que me formei comecei a treinar MMA.

O que esperar da luta contra Minotauro?

Vai ser uma luta dura. Minotauro é  um dos melhores lutadores. Ele é sempre um cara duro, você nunca pode subestima-lo. Mesmo se ele estiver perdendo , sempre dá um jeito de reverter e finalizar. Tenho muito respeito por ele .Assisti ao programa do Ultimate Fighter em que ele foi um dos técnicos , e o respeito como pessoa e pela lenda que ele é nesse esporte.

NOCACapinha83

Ler matéria completa Read more
There are 4 comments for this article
  1. Luiz Slivinski at 10:16 pm

    Eu acho muito difícil o Minotauro ganhar dessa fera aí. Sério! Eu gosto demais do Minotauro, mas na verdade não consigo vê-lo ganhando dessa fera aí não! Boxeando vai ser difícil, e no chão ele não vai conseguir nada, uma vez que esse Cain Velasquez tem uns 10 pulmões. Mas vai ser uma luta que eu não vou perder de jeito nenhum. Meu ticket já está comprado! Abraço a todos!

  2. Robson Rodrigues at 2:51 pm

    A grande vantagem para o Minotauro é que o Caim Velasquez o colocará para baixo. E, no chão, sabemos que Velasquez é faixa branca como a neve. A luta, certamente, terminará com Minotauro finalizandol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *