Paulão finaliza japonês no Bitetti Combat e Ninja vence holandês

Share it

Paulão finaliza japonês na kimura. Foto Carlos Eduardo Ozório

Paulão finaliza japonês na kimura. Foto Carlos Eduardo Ozório

Paulão Filho não teve dificuldades para vencer por finalização ainda no primeiro round o japonês Tatsuhiko Nishizaka na 5ª edição do Bitetti Combat em Barueri, São Paulo, na noite de sábado, 12 de dezembro.

O faixa-preta de Carlson Gracie apresentou um arsenal de golpes de Jiu-Jitsu ao atleta nipônico que não foi páreo para o carioca. Em poucos segundos de luta, Paulão quedou, passou a guarda de Tatsuhiko e foi logo para suas costas.  Com calma, laçou o braço esquerdo do japonês, pôs o joelho na barriga e castigou o adversário com socos por cima.  Logo em seguida, Paulada amassou Tatsuhiko com no cem quilos e finalizou o atleta japonês com uma justa kimura aos 3 miutos do primeiro round.

Já Murilo Ninja não encontrou a mesma moleza contra o holandês Jason Jones. Ambos protagonizaram a luta mais movimentada da noite do Bitetti Combat. Jason partiu pra cima de Ninja e foi prontamente contra-atacado pelo curitibano que pegou suas costas, mas não estabilizou a posição porque não encaixou os dois ganchos.

Apesar de representar o muay thai, Ninja mostrou um bom jogo por baixo e tentou raspar Jason quando a luta foi para o chão. Só que o holandês estava atento e complicou a vida de Ninja com uma guilhotina. O curitibano conseguiu escapar, passar a guarda de Jason e tentou finalizar com um katagatame. O holandês, porém, foi salvo pelo gongo no primeiro round.
Ao longo da luta, Ninja encaixou dois katagatames em Jason. Foto de Carlos Eduardo Ozório

Ao longo da luta, Ninja encaixou dois katagatames em Jason. Foto de Carlos Eduardo Ozório

No segundo assalto, Jason aplicou uma guilhotina em Ninja enquanto os dois ainda estavam de pé. Por muito pouco, o holandês não jogou um balde de água fria na torcida brasileira. Ninja, porém conseguiu escapar e mais uma vez partiu para o contra-ataque outra vez com um katagatame. Jason  escapa e o curitibano logo em seguida pega suas costas, na tentativa do mata-leão. Sem finalizar, Ninja monta em Jason pelas costas e soca o holandês até o árbitro Pedro Rizzo interromper a luta e decretar vitória por nocaute técnico ao curitibano. Jason fez cara feia, não gostou  nem um pouco do resultado.

Na luta entre Fábio Maldonado e Fernando Tressino, confronto de pugilistas. Maldonado começou estudando Tressino e ao longo da luta desferiu socos no rosto e linha da cintura, além das quedas de wrestling. No segundo round, porém, a idade pesou e Tressino perdeu o gás. Melhor para Maldonado que aos 3mins 40 segs acrescentou a quinta vitória consecutiva no seu cartel de MMA.

ximubitetti

O faixa-preta da Gracie Barra Gustavo Ximu apresentou bom muay thai contra o americano Ricco Washington e obteve sua sexta vitória consecutiva na carreira por decisão unânime, no Bitetti Combat. Ximu dominou os três rounds de luta e no último assalto quase define a luta com uma blitz.

Lutas preliminares

Nas lutas preliminares, no primeiro combate internacional da noite do Bitetti Combat entre Cassiano Tytscho e o americano Shane Williams, destaque para o Jiu-Jitsu afiado do brasileiro. Tytscho logo no início do combate buscou sua praia, o chão e impôs seu ritmo conseguindo pegar as costas do americano com os ganchos encaixados. Ao escapar, Williams quase fica dentro do triangulo de Tytscho. Mesmo com um corte no supercílio, o jovem faixa-preta brasileiro continuou a buscar a finalização, que veio com uma guilhotina da montada aos 4 mins do primeiro round.

O acreano Francimar Bodão da Nova União não demorou muito para levar à lona Alessandro “Alemão” Steffen. A luta começou com intensa trocação de ambos atletas. Depois de desferir um chute de direita, Alemão foi surpreendido com um direto de encontro de Bodão e foi ao chão. Bodão trabalhou o ground-and-pound até o árbitro interromper o combate em 1min e 55 do primeiro round.

No único combate feminino da noite, Carina Damm não encontrou moleza com a estreante da noite Daiana Silva. Ao longo do combate, a loira veterana do MMA quase foi surpreendida por Silva, que começou a ganhar confiança no 2 round na trocação. No 3 round, porém, prevaleceu a experiência e o Jiu-Jitsu de Damm, que passou a guarda, montou e castigou com socos Daiana Silva. O árbitro interveio a luta e decretou vitória de Damm.

Resultados finais:

– Paulão Filho finalizou Tatsushiko Nishizaka com uma kimura aos 3mins do 1 R;

– Murilo Ninja venceu Jason Jones por nocaute técnico aos 3mins 20 segs do 3R;

– Fábio Maldonado venceu Fernando Tressino por nocaute técnico aos 3mins 40 segs do 2 R;

– Gustavo Ximu venceu Ricco Washington na decisão unânime;

– Francimar Bodão venceu Alessandro “Alemão” Steffen por nocaute técnico a 1 min 55 segs do 1 R;

– Cassiano Tytscho finalizou Shane Williams com uma guilhotina da montada aos 4 mins do 1 R;

– Carina Damm venceu Daiana Silva por nocaute técnico aos 3 min 27 segs  do 3R.

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article
  1. Fernando at 7:41 am

    Nao tem explicacao para o fato de Paulao e Arona nao estarem no UFC. Outro otimo lutador tambem que nunca teve sua chance no evento foi Marcelo Tigre. Acho que e medo de Dana, pois sabe que essas feras dariam muito trabalho aos seus atletas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *