Árbitro se defende e encerra discussão sobre absoluto

Share it

Juiz e professor de Jiu-Jitsu, Augusto “Tanquinho” Mendes chegou da aula tarde da noite e deu de cara, no GRACIEMAG.com, com a versão de Gabrielle Garcia sobre a final do absoluto feminino, em que a atleta da Alliance foi desclassificada.

Incrédulo, Tanquinho disparou no seu twitter: “Incrivel! É mais facil colocar o erro em outra pessoa do que assumir que errou…”

E falou com o GRACIEMAG.com:

 “Fiquei triste. Não acreditei na cara-de-pau dela em mentir descaradamente: hora nenhuma perguntei para ela o que ela sentia. Sou um árbitro experiente e não teria motivo nenhum para fazer isso. Ela simplesmente parou, e falou que sentia câimbras no punho. Segui a regra e a desclassifiquei”.

 

Foto de Alicia Anthony

Foto de Alicia Anthony

“É realmente mais fácil colocar o erro da derrota em alguém do que assumi-lo. A oponente dela, Hillary Williams, fala português fluente e escutou tudo como ocorreu. As pessoas deviam se preocupar em lutar e não arrumar culpados para suas derrotas – atletas assim podem até conseguir algum título, mas com certeza nunca terão o caráter e honestidade de um verdadeiro campeão. Lamentável. Onde foram parar os valores de integridade que aprendemos nas aulas de Jiu-Jitsu? Peço atenção aos mestres, pois tem gente que deve ter faltado a essa aula”, disse Tanquinho.
 
“Enfim, as pessoas me conhecem como árbitro e sabem como eu trabalho, sabem da minha conduta e tenho certeza que não acreditariam nessa história. Não fui a Califórnia para passear – fui para exercer minha função com excelência e tenho certeza que saí de lá de missão cumprida”, conclui o faixa-preta.

Tanquinho enviou à redação do Graciemag o video da final entre Hillary e Gabrielle.

Confira o vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=rTlw2tJ5fvA

 

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article
  1. Sarah at 7:42 am

    Essa Gabriele não sabe competir! Aqui em São Paulo uma vez ela estava lutando o campeonato Internacional em 2007, da federação do Leitão, e no absoluto a primeira luta dela foi com a Jackeline Oliveira (63kg), noiva do Serginho Moraes, e ela entrava umas quedas tosqueras, queria derrubar na força!!!! E a Jackeline resistiu os 7 minutos da luta!!!! Na época ambas estavam de faixa Roxa.
    Daí no fim da luta como era de se esperar o arbitro Samuca, obviamente deu a vitória a atleta mais leve, a competidora derrotada foi pra cima dele empurrando, gritando, falando palavrões e agredindo. Foi, claro, desclassificada. Enfim, zero pras atitudes dela!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *