Mundial pena: a briga para se tornar lenda

Share it

Mundial 2009 – Inscritos

Alliance                          Rubens Charles Maciel
American Top Team                 Chris Manuel
American Top Team                 Jonatas Gurgel
Atos                              Bruno Frazatto
Atos                              Rafael Mendes
Bahrain BJJ                       Reza Monfaradi
Brazilian Top Team                Renan Borges
Check Mat BJJ                     Leon Amancio
Check Mat BJJ                     Rodrigo Faria

Cross Point                       Naoya Uematsu
GF Team                           Denilson Pimenta
GF Team                           Wallace Castro
GFT                               Theodoro Canal
Gracie Barra                      Cristiano Oliveira
Gracie Barra                      Jonatas Eliaquim
Gracie Barra America              Carlos Lemos Jr
Gracie Barra America              Guilherme Tavares
Gracie Barra Costa Mesa           Alfred Tompkins
Gracie Humaita                    Wellington Dias
Jean Jacques Machado              Scott DeWitt
Korea BJJ                         Hee Sung Lee
Leo Dalla JJ                      Noah Booth
Paraestra                         Sasa Yukinori
Paraestra Osaka                   Takumi Nakayama
Purebred Omiya                    Kazumasa Sekiguchi
Purebred Omiya                    Yoshinobu Kakizawa
Rillion Gracie                    Richard Avila
Sul Jiu-Jitsu                     Samuel Hertzog
Undisputed                        Baret Yoshida
Willcox BJJ                       Gabriel Willcox Furley
Yamasaki Academy                  Sam Joseph
Total: 31

A quantidade de lendas que batem ponto entre os penas só encontra paralelo em outra categoria: o absoluto. Explica-se: diversos lutadores mudaram de peso ao longo de suas carreiras, começando como meio-pesados, passando a pesado, e por aí vai. Mas um peso-pena é sempre um peso-pena.

E ser um pena é brigar na categoria de Royler Gracie, Rubens Charles, Frédson Paixão e Mário Reis. E BJ Penn. Um tetra, um tri, outro tri e um bicampeão. E BJ Penn.

Portanto, vencer o peso-pena é tornar-se uma lenda. E para vencer categoria tão nobre, é quase sempre exigido que se supere outra lenda. Foi assim com Royler, e seus rivais de diversas gerações; com Frédson, que engrandeceu seu currículo com a vitória sobre Ricardo De La Riva; com Mário Reis, que pegou Frédson; e com Rubens Charles, que usurpou o trono em 2006 com uma vitória sobre Marcio Feitosa, que fazia visita ao peso.

A questão principal é: quem será capaz de vencer a lenda Cobrinha este ano? Rafael Mendes conseguiu, em Abu Dhabi, mas numa luta de seis minutos. Enquanto o espectador rói as unhas, não tire os olhos das lutas dos japoneses, das quedas de Wellington Megaton e do jogo sem erros de Bruninho Frazatto, que medalha em todos os Mundiais desde 2005. (PS: Mario Reis, que por problemas na inscrição ficou ausente da primeira lista de confirmados, também deve estar dentro).

Palpites: Rubens Charles e Rafael Mendes

Pódios da categoria*

2008 1) Rubens Charles (Alliance); Bruno Frazatto (Brasa); Theodoro Canal (UGF); 3) Mario Reis (Gracie Barra)

2007 1) Rubens Charles (Alliance); 2) Mario Reis (Gracie Barra); 3) Bruno Frazatto (Godói JJ); Jonatas Gurgel (Jordan Team)

2006 1) Rubens Charles (Fernando Torres); 2) Marcio Feitosa (Gracie Barra); 3) Reinaldo Ribeiro (Brasa); 3) Bruno Frazatto (BTT)

2005 1) Frédson Paixão (Gracie Barra); 2) Mario Reis (BTT); 3) Bruno Frazatto (BTT); 3) Frédson Alves (Gracie Humaitá)

2004 1) Mário Reis (BTT); 2) Frédson Paixão (G. Barra); 3) Gustavo Falciroli (BTT)
3) Cicero Costa (Barbosa JJ)

2003 1) Mário Reis (Winner/Behring); 2) Alexandre Carneiro (Gracie Barra); 3) Frédson Paixão (Gracie Barra); 3) Reinaldo Ribeiro (Castelo Branco)

2002 1) Frédson Paixão (Gracie Barra); 2) Anderson Bezerra (Equipe 3); 3) Ricardo De La Riva (UGF); 3) Alexandre Carneiro (Gracie Barra)

2001 1) Frédson Paixão (Equipe 2) Frédson Alves (Gracie Humaitá); 3) Alexandre Carneiro (Gracie Barra); 3) Marcos Barbosa (Barbosa JJ)

2000 1) BJ Penn (Nova União); 2) Edson Diniz (Infight); 3) Frédson Alves (Gracie Humaitá); 3) Marcos Barbosa (Godói/Macaco)

1999 1) Royler Gracie (Gracie Humaitá); 2) Leonardo Vieira (Alliance); 3) Vinicius Magalhães (Gracie Barra); 3) Marcos Barbosa (Godói/Macaco)

1998 1) Royler Gracie (Gracie Humaitá); 2) Vinicius Magalhães (Gracie Barra); 3) João Roque (Nova União); 3) Wagnney Fabiano (Nova União)

1997 1) Royler Gracie (Gracie Humaitá/Iate); 2) Vitor Ribeiro (Nova União); 3) Marco Aurélio (Protesto); 3) Alexandre Carneiro (Gracie Barra)

1996 1) Royler Gracie (Gracie Humaitá); 2) Paulo Brandão (Gracie Humaitá)

*Resultados fornecidos pela IBJJF em seu site oficial. Para mais, www.ibjjf.com.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *