Vai encarar a missão armlock?

“A guarda é a essência da arte suave, a posição mais característica do Jiu-Jitsu”. Isso é o que costumamos ouvir dos grandes mestres. Sendo assim, é preciso saber manejar as técnicas de guarda da melhor maneira possível. Seja defensivamente, com bons bloqueios e reposições. Seja ofensivamente, raspando ou atacando para finalizar. Entre todas as finalizações a partir da guarda fechada, o armlock sem dúvida nenhuma é o golpe mais emblemático. É belo. Plástico. Vistoso. Sua composição forma uma geometria exata, com alavancas e pontos de apoio de precisão milimétrica.

Este mês, GRACIEMAG resolveu decifrar a técnica do armlock partindo da guarda, golpe que precisa estar em constante atualização e aperfeiçoamento. Para isso, convocamos o professor Ricardo “Franjinha” Miller, líder da Paragon JJ. Franjinha não vacilou e recrutou o faixa-preta Bill Cooper, que ao lado de Jeff Glover figura entre os americanos de maior destaque no pano de competição.

Na reportagem de sete páginas, a dupla oferece uma esclarecedora revisão técnica, mostrando o “certo e errado” do arrocho ao braço, revelando detalhes que fazem toda a diferença entre a vitória por finalização e um movimento defendido e superado.

Assine agora a GRACIEMAG e aproveite descontos e brindes exclusivos

Confira a seguir o que mais a revista que todo lutador lê traz para você na edição #190.

Dossiê da mão-de-vaca

O faixa-preta Otávio Souza recebeu nossa equipe e ensinou 6 maneiras eficientes de atacar o pulso dos adversários. As dicas dadas pelo atual campeão mundial dos médios podem salvar você tanto num combate esportivo quanto numa situação de necessidade de defesa pessoal.

Antiguidade é posto no Mundial Sem Kimono 2012

Diante de uma nova geração faminta por títulos, Xande Ribeiro mostrou que ainda tem muita lenha para queimar, enquanto que Tanquinho e JT Torres protagonizaram polêmica que esquentou o clima no ginásio e nas redes sociais.

Nem só de surfe vive o Havaí

Batemos um papo exclusivo com Keenan Cornelius, havaiano que, aos 20 anos, é a sensação da faixa-marrom. Na conversa com a GRACIEMAG Cornelius lembra o início com a estrela BJ Penn, garante que não faz planos para o futuro e adota uma postura no mínimo curiosa em relação à intensidade dos treinos.

Descontruindo um clássico do MMA

Viramos e reviramos todos os aspectos do duelo épico entre Georges St. Pierre e Carlos Condit para descobrimos o que podemos aprender de útil com o show de quedas e Jiu-Jitsu visto na disputa do cinturão dos meio-médios.

Um Bruce Lee bom de bola

O especialista em preparação física Martin Rooney explica como os princípios do astro de “Operação dragão” podem ser benéficos para o estímulo de sua força e de seu equilíbrio.

Compartilhe


7 respostas para “Vai encarar a missão armlock?”

  1. Olá pessoal nessa edição da Graciemag, temos uma reportagem sobre o “jiu-jitsu contra o pânico, matéria que usei em pós-graduação de psiquiatria no RJ, e que o pessoal da Graciemag curtiu quem tiver a oportunidade de ler, favor comentar, curtir, etc..”.

  2. Carol Wambach disse:

    A técnica da bola dá certo mesmo. além deixar a musculatura firme que luta aprende a dominar mais seu corpo.

  3. Como faço para pedir essa edição???

Deixe uma resposta


Tags Relacionadas

Revistas