Campeão do One FC, Adriano Moraes parte em defesa de seu cinturão neste sábado

Share it

Adriano com o cinturão peso-mosca da organização. Foto: Divulgação

Com quatro vitórias seguidas e sem perder desde 2016, Adriano Moraes, 29 anos, volta a lutar pelo One FC neste fim de semana, em Macau, na China. O faixa-preta defende o cinturão dos pesos-moscas contra o filipino Geje Eustaquio, campeão interino da divisão.

Adriano e Geje já haviam se enfrentado no One FC 20, em 2014, e o brasileiro levou a melhor por finalização ao aplicar uma guilhotina no segundo assalto. Agora, quatro anos depois, com ambos os atletas envergando o cinturão, eles decidem o posto de melhor atleta da divisão.

Adriano, dono de 17 vitórias, nove por finalização e apenas duas derrotas, aproveitou para analisar o duelo deste sábado, 23 de junho, no palco do Studio City Event Center.

“Na minha primeira luta com Eustaquio eu lutei muito bem. Consegui desferir bons golpes na parte em pé até abrir um espaço para fazer a transição para o solo. Fui feliz e consegui finalizar no segundo round, na guilhotina. Eustaquio vem de uma ótima escola, a Team Lakay, principal time das Filipinas. Acredito que ele vem bem melhor para esta luta, mas eu também sou outro lutador e espero poder finalizar mais esta”, comenta Adriano.

Em sua vigésima luta na carreira, Adriano quer colocar, novamente, a bandeira do Jiu-Jitsu no topo do One FC. A seguir, ele detalha os treinos que fez na American Top Team, na Flórida.

“Venho treinando muito minha parte em pé e quero sempre mostrar minha evolução. Mas sempre tenho com o objetivo principal de representar nossa arte e criadora do esporte, o Jiu-Jitsu. Estou muito bem preparado, treinando forte e inteligente na ATT. Estou com parceiros de alto nível, treinadores de alto escalão e pronto para fazer mais uma poesia em movimento, com muita inteligência e precisão”, diz Adriano.

Campeão incontestável do One FC, Adriano Moraes quer fazer história na organização e envergar seu kimono nas competições de Jiu-Jitsu novamente.

“Espero vencer essa luta e depois o futuro a Deus pertence. Espero poder defender meu título mais algumas vezes, mas quero muito voltar às competições de Jiu-Jitsu”, encerra Adriano.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *