Mundial de Jiu-Jitsu 2018: aonde o rei absoluto marrom Kaynan Duarte pode chegar? André Galvão analisa

Share it

Kaynan com o ouro duplo na faixa-marrom, minutos antes de receber a faixa-preta de André Galvão. Foto: IBJJF

Além dos ferozes faixas-pretas que atuaram com louvor no Mundial de Jiu-Jitsu da IBJJF de 2018, encerrado no último dia 3 de junho, os aspirantes a professores também deram um show na faixa-marrom, com grande destaque para o implacável Kaynan Duarte.

O atleta da Atos faturou ouro duplo na competição, e foi devidamente condecorado por André Galvão à faixa-preta após a conquista. Mas a pergunta que fica após a campanha da fera no Mundial é: até aonde pode chegar o jovem Kaynan?

Para analisar, conversamos com André Galvão, líder da Atos, e este falou sobre o pupilo e como ele enxerga suas atitudes dentre o fora do tatame, para termos no futuro um grande campeão da arte suave também na faixa-preta. Confira!

GRACIEMAG: Na sua visão, quais as principais qualidades do Kaynan que podem levar ele a se tornar um grande campeão também na faixa-preta?

André Galvão: Kaynan tem bons ouvidos, ele escuta bem o que eu falo pra ele, temos um bom entrosamento nos treinos e campeonatos. Sem contar ele me escuta também fora dos tatames. Alem de eu preparar ele profissionalmente como atleta, dando dicas de treinamento, posições, parte técnica, treino e dieta, me preocupo também com a carreira e a parte pessoal dele como ser humano. Eu e minha esposa ajudamos não apenas ele, mas a todos os nossos alunos nesta área fora de luta, pois esta parte é muito importante na formação do atleta.

E na hora do “vamos ver”? Onde ele se destaca?

Na hora da luta ele tem uma boa visão do que esta acontecendo, é muito talentoso e tem uma força monstruosa, é grande e tem o biotipo perfeito para lutar. Ele consegue lutar com pressão, mas se precisar ele também sabe fazer os “embolos” da vida. Realmente é muito talentoso.

Como o Galvão vê o Kaynan fora dos tatames? Como aluno e companheiro dos demais atletas do time?

Ele e super na dele, mas é carismático com os colegas, humilde e gosta de fazer os outros rirem, tem um ótimo senso de humor. É organizado com as coisas pessoais dele, gosta das coisas no lugar certo.

Existe alguma similaridade entre o Kaynan de hoje e o Galvão quando era jovem?

Como atleta? Tem sim, afinal ele foi campeão de tudo na faixa-roxa e marrom, bem parecido com o que eu fiz no passado durante meu período nessas faixas. Somos bem diferentes, pessoalmente e tecnicamente falando, mas com a minha experiencia, tudo que passei e vejo ele passando, ele aponta para um futuro grandioso e brilhante no Jiu-Jitsu. Tenho certeza que ele ainda vai chegar um pouquinho mais longe do que eu. Acho que ele será campeão mundial absoluto na faixa-preta, pois ele tem o tamanho certo pra isso, e também esta tendo um tipo de suporte que eu não tive na faixa-preta, que é ter um professor com experiencia ali, lado a lado.

E qual a principal característica do Kaynan para que ele consiga o ouro absoluto na faixa-preta, no futuro?

Ele treina muito bem, mas nos campeonatos que ele luta ele vai muito além do que ele treina. O Kaynan treinando é um, na competição ele é outro, vira um leão nos torneio. Ele gosta de competir, é impressionante como ele cresce na competição. É uma qualidade muito parecida com a minha.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *