Lyoto Machida vence Eryk Anders e comanda festa brasileira no UFC Belém

Share it

Lyoto usou muito do seu karatê para convencer os jurados. Foto: Buda Mendes/Zuffa LLC via Getty Images

Em uma noite para espantar a má fase deste início de 2018, nove dos 11 brasileiros em ação no UFC Belém tiveram sucesso. Na luta principal do card, realizado nesse sábado, dia 3 de fevereiro, Lyoto Machida convenceu os jurados e superou Eryk Anders em decisão apertada. Na luta coprincipal, Valentina Shevchenko confirmou o favoritismo e finalizou Priscila Pedrita no mata-leão.

No último duelo da noite, o baiano de raízes paraenses Lyoto Machida pisou no cage para defender seu nome, recuperar-se de uma derrota recente e sacramentar a festa brasuca em Belém. O duelo foi puxado contra o mais jovem e pujante Anders, que cercou o “Dragão” durante toda a luta. Com chutes baixos e investidas no contra-golpe, Lyoto administrou o duelo na trocação.

O combate foi apertado. Anders conseguiu bons golpes, um deles que inclusive abriu grande ferimento no rosto de Machida. Mas o golpes certeiros de Lyoto trataram de convencer dois dos três jurados, o que fez o brasileiro ganhar na decisão dividida. Após a disputa, Lyoto agradeceu a torcida brasileira e colocou sua mira no inglês Michael Bisping para próximo adversário no octógono.

Outro destaque no card ficou para Polyana Viana. A atleta, representante da equipe carioca TFT, é natural do Pará e fez sua estreia na organização contra Maia Stevenson. Boa na trocação, a americana tinha armas de sobra para complicar a brasileira, que tratou de colocar o seu Jiu-Jitsu em prática para quedar e finalizar no estrangulamento pelas costas ainda no primeiro assalto, como você pode conferir no vídeo abaixo.

.

Veja a seguir os resultados completos do UFC Belém!

UFC Fight Night: Machida x Anders
Belém, Pará
3 de fevereiro de 2018

Lyoto Machida venceu Eryk Anders na decisão dividida dos jurados
Valentina Shevchenko finalizou Priscila Pedrita no mata-leão aos 4min25s do R2
Michel Trator venceu Desmond Green na decisão unânime dos jurados
Tim Johnson venceu Marcelo Golm na decisão unânime dos jurados
Douglas D’Silva venceu Marlon Vera na decisão unânime dos jurados
Thiago Marreta venceu Anthony Smith por nocaute técnico a 1min06s do R2

Card preliminar

Serginho Moraes venceu Tim Means na decisão dividida dos jurados
Alan Nuguette venceu Damir Hadzovic na decisão unânime dos jurados
Polyana Viana finalizou Maia Stevenson no estrangulamento pelas costas aos 3min50s do R1
Iuri Marajó venceu Joe Soto por nocaute técnico a 1min06s do R1
Deiveson “Deus da Guerra” venceu Joseph Morales por nocaute técnico aos 4min34s do R2

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *