Miocic domina Ngannou e Cormier controla Oezdemir no solo por cinturões do UFC 220

Share it

Com inteligência e estratégia fina, Miocic controlou o perigoso Ngannou na luta principal. Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC via Getty Images

Dois cinturões em jogo no primeiro evento numerado do Ultimate em 2018 foi apenas a cereja do bolo. O card do UFC 220 trouxe para os fãs de MMA, nesse sábado, dia 20, em Boston, um verdadeiro show de lutas na tela do Combate.

No duelo principal da noite, Stipe Miocic conseguiu domar o feroz Francis Ngannou para defender o cinturão peso pesado da organização, enquanto Daniel Cormier colocou suas quedas e jogo de solo afiado para controlar e vencer Volkan Oezdemir por nocaute técnico.

Na última luta da noite, Miocic tinha a missão de superar a locomotiva camaronesa Francis Ngannou. Mesmo com seu boxe poderoso, o campeão tinha pela frente um adversário tão bom ou ainda melhor com os socos, e a estratégia no duelo foi crucial para vencer a disputa.

Após um primeiro round delicado, no qual Ngannou deixou tudo para tentar o nocaute, Miocic posou como campeão e trabalhou bem as posições, inclusive com boa queda, no qual caiu com a guarda passada. Os rounds seguintes foram também ditados pelo dono do cinturão, que pesava sobre Francis para minar o fôlego adversário enquanto batia. Foram cinco assaltos de controle absoluto e a recompensa de entrar para a história dos pesos pesados do UFC, como o primeiro atleta a defender três vezes o cinturão mais pesado da organização.

Cormier controla no crucifixo e vence Oezdemir. Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC via Getty Images

Na luta coprincipal, Cormier mostrou mais uma vez que o seu título de campeão é para valer. Apesar das duas derrotas para o arquirrival Jon Jones, Daniel é de fato um dos mais completos atletas da divisão de meio-pesados. O suíço Oezdemir até que tentou provar o contrário, mas sucumbiu às habilidades do americano.

Volkan trabalhou da longa distância com seus socos poderosos, e tentou assustar o campeão. Contudo, após sentir a mão do suíço, Cormier foi para cima, disputou em pé algumas saraivadas e mostrou que seu jogo em pé é bom como o de solo. Só que, para liquidar a fatura, Cormier teve que colocar Oezdemir em águas mais profundas.

No início do segundo assalto, para definir, Cormier pegou no single-leg e levou para o chão. Por cima, o campeão montou e controlou com superioridade. Volkan conseguiu repor para a meia-guarda, mas foi surpreendido com a transição de Daniel para o crucifixo, que de lá bateu até a interrupção do árbitro. Vitória e cinturão para o completo Daniel Cormier.

Para os brasileiros, porém, foi uma noite difícil. Thomas Almeida, Francimar Bodão, Alexandre Pantoja e Gleison Tibau acabaram superados por seus adversários, resultado que mantém o time brasuca ainda em jejum de vitórias no UFC em 2018.

Confira abaixo os resultados completos do evento!

UFC 220
Boston, EUA
20 de janeiro de 2018

Stipe Miocic venceu Francis Ngannou na decisão unânime dos jurados
Daniel Cormier venceu Volkan Oezdemir por nocaute técnico aos 2min do R2
Calvin Kattar venceu Shane Burgos por nocaute técnico aos 32s do R3
Gian Villante venceu Francimar Bodão na decisão dividida dos jurados
Rob Font venceu Thomas Almeida por nocaute técnico aos 2min24s do R2

Card preliminar

Kyle Bochniak venceu Brandon Davis na decisão unânime dos jurados
Abdul Razak Al-Hassan venceu Sabah Homasi por nocaute aos 3min47s do R1
Dustin Ortiz venceu Alexandre Pantoja na decisão unânime dos jurados
Julio Arce venceu Dan Ige na decisão unânime dos jurados
Enrique Barzola venceu Matt Bessette na decisão unânime dos jurados
Islam Makhachev venceu Gleison Tibau por nocaute aos 57s do R1

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *