Max Holloway nocauteia José Aldo e defende cinturão peso-pena no UFC 218

Share it

Holloway venceu Aldo no reencontro pelo cinturão dos pesos-penas. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Grandes duelos foram apresentados no UFC 218, realizado na noite desse sábado, dia 2 de dezembro, em Detroit, EUA. O card, que contou com 13 lutas, foi encabeçado pelo combate entre Max Holloway e José Aldo pelo cinturão peso-pena da organização, e o havaiano levou a melhor sobre o brasileiro ex-campeão.

A luta, programada para cinco rounds, mostrou um Aldo mais forte fisicamente e com novas armas para a disputa, que remontava a peleja anterior entre os dois, no UFC Rio em junho deste ano, luta na qual Holloway roubou o cinturão do brasileiro.

Com fortes chutes e muita movimentação no boxe, Aldo trabalhou no contra-ataque no primeiro assalto e teve boas investidas em pé. Contudo, Holloway se mostrou superior com grande volume de golpes e domínio do octógono. Alguns momentos de trocação franca agitaram o ginásio, mas a pujança gasta nestes custou caro para Aldo no terceiro assalto.

Aparentemente cansado, Aldo partiu para o tudo ou nada, se expondo mais ao atirar seus socos. Na média para a curta distância, com braços maiores, Holloway acertou mais e melhor, o Aldo acabou por sentir a pressão após uma sequência de joelhada e socos. O brasileiro tentou levar para o chão e trabalhar o Jiu-Jitsu, mas acabou por baixo em posição favorável para o havaiano, que desferiu golpes por cima até a interrupção do árbitro. Vitória e cinturão defendido para Max Holloway, com o nocaute técnico anotado no fim do terceiro round.

Na luta coprincipal, uma colisão de pesos pesados revelou o próximo desafiante de Stipe Miocic, atual dono do título. Francis Ngannou, camaronês naturalizado francês, confirmou seu favoritismo ao implodir Alistair Overeem no primeiro assalto, com um upper letal no queixo. Outros dois brasileiros atuaram no card: Charles Do Bronx, que usou e abusou de seu estilo no Jiu-Jitsu, com belas transições e tentativas de finalização, mas não foi páreo para os golpes de Paul Feder no ground and pound; e Alex Cowboy, que fez uma das melhores lutas do ano contra Yancy Medeiros, em duelo de altos e baixos para ambos os atletas, mas que teve o havaiano como vitorioso após Alex sentir o gás no terceiro assalto e ser bombardeado na trocação.

Confira abaixo os resultados completos do evento.

UFC 218
Detroit, EUA
2 de dezembro de 2017

Max Holloway venceu José Aldo por nocaute técnico aos 4min51s do R3
Francis Ngannou nocauteou Alistair Overeem a 1min42s do R1
Henry Cejudo venceu Sergio Pettis na decisão unânime dos jurados
Eddie Alvarez venceu Justin Gaethje por nocaute técnico aos 3min59s do R3
Tecia Torres venceu Michelle Waterson na decisão unânime dos jurados

Card preliminar

Paul Felder venceu Charles do Bronx por nocaute técnico aos 4min06s do R2
Yancy Medeiros venceu Alex Cowboy por nocaute técnico aos 2min02s do R3
David Teymur venceu Drakkar Klose na decisão unânime dos jurados
Felice Herrig venceu Cortney Casey na decisão dividida dos jurados
Amanda Cooper venceu Angela Magaña por nocaute técnico aos 4min34s do R2
Abdul Razak Alhassan venceu Sabah Homasi por nocaute técnico aos 4min21s do R1
Dominick Reyes finalizou Jeremy Kimball no mata-leão aos 3min39s do R1
Justin Willis venceu Allen Crowder por nocaute aos 2m33s do R1

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *