Grande mestre inova e troca faixa-vermelha de Jiu-Jitsu pela faixa-branca

Share it

Grande mestre Flávio Behring já com a faixa-branca na cintura. Foto: Reprodução

Aos 80 anos, grande mestre Flávio Behring alcançou uma marca histórica: 70 anos de estudos na arte suave. Sem a possibilidade de usar o 10° grau, reservado aos criadores do Jiu-Jitsu, Flávio ainda assim optou por mudar sua graduação.

Em vez de celebrar suas sete décadas de Jiu-Jitsu com uma cerimônia comum, Behring decidiu aposentar sua faixa-vermelha e amarrou uma faixa-branca, simbolizando que pretende reaprender o Jiu-Jitsu aos 80 anos, aniversário completado esta semana. A mudança surpreendeu a comunidade da arte suave, com exceção, claro, dos leitores assíduos nas páginas de GRACIEMAG.

Em entrevista à revista em janeiro de 2015, Behring já havia revelado ao repórter Marcelo Dunlop a intenção de comemorar seu aniversário de 2017 com o retorno à faixa-branca:

“Eu estudo todos os dias, pois sei que ninguém sabe nada”, disse mestre Flávio. “Como meu corpo tem mudado com o tempo, eu volto às posições mais básicas, para conferir se eu ainda consigo executá-las daquela mesma maneira, ou se preciso me readaptar. Mas o estudo continua, e em 2017 vou dar uma grande festa, de kimono, num dojô, para comemorar meus 80 anos de vida e os 70 de Jiu-Jitsu. Será o fim de meu ciclo como aluno, instrutor, professor, mestre e grande mestre, e vou aposentar a faixa-vermelha e voltar a vestir a faixa-branca. E assim vou reaprender tudo novamente, pois viver é isso. Meus alunos, preocupados, questionam essa ‘aposentadoria’, mas o certo é que serei um eterno professor de Jiu-Jitsu.”

E você, amigo leitor, o que achou da decisão de grande mestre Flávio Behring? Veja no vídeo abaixo um trecho da cerimônia e comente conosco!

Ler matéria completa Read more
There are 10 comments for this article
  1. San at 6:46 pm

    E quem vai se opor? Mestre Flavio Behring é uma enciclopédia do jiu jitsu, um dos poucos mestres que ainda dá ênfase a defesa pessoal, em época de berimbolo, 50/50 muitos sequer sabem sair de uma gravada, mata leão e por ai vai.
    A essência dessa arte marcial não pode ficar apenas limitada a campeonatos, onde atletas ganham uma vantagem e amarra o combate inteiro.
    Vida longa ao Grande Mestre, pelo vigor demonstrado pode chegar a faixa preta novamente…rsrs

    • Michael Leite at 3:32 pm

      Não é questão de se opor e sim seguir as regras. Faixa branca de pouta vermelha não existe. O mestre usa a faixa que ele quiser, tem esse direito, mas não de criar uma graduação ( branca de ponta vermelha). A impressão que dá é de que quer ficar diferente dos demais faixas vermelhas. Se a moda pega heim…

  2. Nei Leite at 7:12 pm

    Concordo com seu comentário San, acho que o dinheiro tem falado mais alto, foi assim no futebol de campo, no futebol de areia, em outros esportes e o jiu jitsu com todo seu amadorismo não escapou, não se vê mais aquele romantismo, deixou de ser uma luta pra se tornar um esporte como outro qualquer onde ganha aquele que faz o jogo feio…mas a galera old School sobrevive nas academias…para nossa alegria.

    • André at 11:47 pm

      Respeito a opinião dos colegas … Mas entendo que o Mestre decidiu retornar a faixa branca justamente pq o nosso esporte esta em contante evolução … O jogo de 50/50, berimbolo, o uso excessivo da força ( eu sou uma pluma com 66kg ) por exemplo, são mtas vezes criticado, mais é um novo capítulo do nosso esporte, aquilo que denomina old School, nunca estará ultrapassado, pois é a essência do jiu-jitsu, mais n podemos limitar a arte a isso, é como se quiséssemos contínuar enviando correspondencias em um mundo onde existe o e-mail … A carta escrita, as notificações por correio nunca sairão de linha, porém hoje um percentual gigantesco é feito por e-mail… Nosso esporte não é mais o mesmo de antigamente? Não ! Isso é ruim ? Sei lá … Nao sei fazer berimbolo, odeio esse jogo 50/50, mais atletas desenvolveram essas técnicas e mtos deles tem se destacado com isso, ou quem ousa dizer que os irmãos Mayo não são excepcionais? Que o jogo duro e ogro do Marcos buchecha e Rodolfo Vieira não os levaram ao topo com suas técnicas afinadissimas ? É a evolução natural galera … Nosso esporte é lindo, contagiante, empolgante e tem milhares de atletas que podem desenvolver uma técnica nova … Mais pra mim nada como a boa e velha De lá RivA kkk … Abraços a todos !! Oss !! #MagooJiuJitsu
      #Londrina

  3. Lauro Figueiroa at 4:18 pm

    👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻, tenho 20 anos de faixa preta , quando me aproximar do conhecimento do mestre aí posso ousar dar qualquer opinião, pra já, apenas observo, Ossss

  4. Sidivaldo Costa at 4:00 pm

    Ele é um dos nossos grandes samurais, lenda vida, merece muito respeito por sua conduta, um grande mestre que mostra em sua simplicidade a essência de ser sempre um aprendiz, Onegai Shimassu !

  5. Augusto Souza at 3:18 pm

    Olá amigo tudo bem? desculpe a demora desse meu breve relato mas, o retorno a faixa branca é um desejo do próprio Helio Gracie isso foi dito pelo filho e mestre Relson em uma entrevista.
    Por tanto isso é um desejo do mestre maior da arte suave Helio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *