Jiu-Jitsu no MMA: o estrangulamento de ombro com que Ovince Saint Preux pôs para dormir no UFC Japão

Share it

Ovince Saint Preux botou Yushin Okami para dormir no R1, na Saitama Super Arena. Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC.

O peso meio-pesado Ovince Saint Preux teve uma atuação dos sonhos, na luta principal do UFC Japão, na sexta-feira 22 de setembro: em menos de dois minutos de combate, pôs o oponente para dormir e levantou a plateia, na famigerada Saitama Super Arena, palco de velhos Prides.

A técnica utilizada pelo haitiano de 34 anos é manjada aqui pelos leitores de GRACIEMAG, já que faz parte do arsenal de lutadores como os irmãos Igor e Gregor Gracie e outros faixas-pretas da família.

Se você treina Jiu-Jitsu e ainda não bota fé na manobra, estude o estrangulamento abaixo e reveja seus conceitos.

Quem também volta do Japão com muita moral é a peso-palha brasileira Jéssica “Bate-Estaca”, que venceu a rival e também brasileira Claudinha Gadelha, numa luta sangrenta com muita troca de socos na cara.

Jéssica foi a primeira a sangrar, no primeiro assalto, mas mostrou valentia ao começar a virar a luta no primeiro assalto, ao dar uma queda no terceiro andar e cair por cima de Claudinha, batendo muito da meia-guarda, com socos e cotoveladas.

Jéssica ainda derrubou bonito novamente, no terceiro assalto, caindo com a guarda passada, e no fim levou, via decisão unânime.

UFC Japão
Saitama Super Arena, Japão
22 de setembro de 2017

Ovince St. Preux venceu Yushin Okami por finalização a 1min50s do R1
Jéssica Andrade venceu Cláudia Gadelha por decisão unânime dos jurados
“Maestro” Dong Hyun Kim venceu Takanori Gomi por nocaute a 1min30s do R1
Gokhan Saki venceu Henrique Frankenstein por nocaute aos 4min45s do R1
Teruto Ishihara venceu Rolando Dy por decisão unânime
Jussier Formiga venceu Yuta Sasaki por finalização aos 4min30s do R1
Keita Nakamura venceu Alex Morono por decisão dividida
Syuri Kondo venceu Chan Mi Jeon por decisão dividida
Shinsho Anzai venceu Luke Jumeau por decisão unânime
Daichi Abe venceu Hyun Gyu Lim por decisão unânime

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *