Rodolfo Vieira e Bruno Malfacine usam o Jiu-Jitsu e finalizam no Shooto Brasil 74

Share it

Rodolfo golpeou por cima antes de partir para o katagatame da vitória. Foto: Carlos Arthur Jr.

Noite de grandes emoções no Shooto Brasil 74, evento que inaugurou a Upper Arena, espaço multiuso construído pela Nova União para abrigar seu novo centro de treinamento e eventos de MMA. No card, 11 lutas sacudiram o público do bairro do Flamengo, mas dois duelos em específico chamavam a atenção dos amanetes do Jiu-Jitsu.

Rodolfo Vieira e Bruno Malfacine, campeões mundiais na faixa-preta, trocaram os kimonos pelas luvinhas e entraram no cage com a missão de finalizar a representar a arte suave. Rodolfo fazia a sua segunda peleja nas grades, enquanto Bruno debutava no esporte de lutas mistas.

Rodolfo encarou a luta coprincipal da noite, na divisão dos meio-pesados. A fera teria pela frente o lutador Natalício “Mototaxista”, mas o atleta teve de deixar o card de última hora, e foi substituído por Fagner Rackchtal. Mais experimentado, com cinco lutas no MMA até então (2v, 3d), Rackchtal entrou disposto a estragar a festa do casca-grossa do Jiu-Jitsu.

Rodolfo começou o combate com boa base em pé, mas os golpes duros de Rackchtal assustavam. As quedas eram difíceis de serem encaixadas. Esperto no jogo do campeão mundial, Fagner jogava o sprawl com tudo e trabalhava bem na grade para conter a derrubada. No segundo assalto Rodolfo foi melhor no seu jogo. O faixa-preta da GFTeam levou para baixo, tentou a guilhotina e atacou no braço, mas todas as investidas foram rechaçadas. Começava aí a reação de Rodolfo. No último round, os dois atletas davam sinais de cansaço, mas era a hora de agir para Rodolfo. Com muito sacrifício, o campeão mundial absoluto de 2011 segurou Rackchal no single-leg colado à grade, cinturou, inspirou forte e puxou o oponente para o solo. Após trabalhar por cima, chegou na montada, golpeou para abrir espaço e laçar no katagatame que lhe rendeu a vitória, 15 segundos antes do gongo soar.

“Ele é um atleta experiente, né? Me acertou duros golpes na barriga e na cabeça. Não sabia como ia ser para derrubar ele e foi bem difícil. Eu encaixei bem o armlock mas ele escapou. Estávamos muito cansados no terceiro assalto mas eu fui com o coração. Na hora que montei e encaixei o katagatame eu sabia que ia pegar, é uma posição forte minha. Estou feliz com a vitória e com o apoio dos meus amigos e familiares que me deu ainda mais força para vencer”, disse a fera.

Bruno Malfacine vibra muito após sua estreia vitoriosa no MMA. Foto: Eduardo Ferreira/Gallerr

Ainda no card, Bruno Malfacine pisou no cage com nove títulos mundiais na faixa-preta e ânimo de sobra para estrear no MMA. Na divisão de peso-mosca, Malfacine encarou Romário Boaes, e não demorou para abrir a caixa de ferramentas. Depois de rápida investida na trocação, a fera encurtou, foi nas pernas, quedou de forma plástica e trabalhou por cima com golpes. O campeão de Jiu-Jitsu laçou o braço da montada, mas foi invertido. Por baixo na guarda, Malfacine tentou o triângulo e foi no braço, posição que lhe deu a vitória com pouco mais de um minuto de combate.

“A estreia foi incrível. A luta correu como o planejado, que era levar pro chão. Queria me testar um pouco em pé, mas levei um chute e quis impôr logo o meu jogo, agi por instinto e levei pro chão. Ataquei por cima, tentei finalizar da montada, ele inverteu no meu erro, mas ataquei bem no braço. Jiu-Jitsu salva!”, disse o campeão.

Ainda no card, três novos campeões do Shooto foram definidos. Geraldo Freitas venceu Luciano Benício pelo cinturão dos moscas, Luan Danger finalizou Jafel Filho no mata-leão pelo título dos galos e Jonatha Silva venceu Yan Teixeira pelo cinturão dos palhas. Na luta principal, o veterano Marlon Sandro levou para o chão e finalizou Diego Arturo no katagatame com poucos minutos do início da disputa.

Confira abaixo os resultados completos!

Shooto 74
Flamengo, Rio de Janeiro
27 de agosto de 2017

Marlon Sandro finalizou Diego Arturo no katagatame a 1min56s do R1
Rodolfo Vieira finalizou Fagner Rakchal no katagatame aos 4min46s do R3
Geraldo de Freitas venceu Luciano Benício na decisão unânime dos jurados
Pedro Falcão venceu Iliarde Santos na decisão unânime dos jurados
Jeferson Minotauro x Handesson Boy Doido terminou em empate majoritário
Luan Danger finalizou Jafel Filho no mata-leão aos 2min55s do R3
Fernando Bruno venceu Edilson Teixeira na decisão unânime dos jurados
Bruno Malfacine finalizou Romário Boaes no armlock a 1min34s do R1
Jonatha Silva venceu Yan Teixeira na decisão unânime dos jurados
Renato King venceu Armando Sapinho na decisão unânime dos jurados
Carlos Eduardo Carlin finalizou Elvis Batista no mata-leão a 4min46s do R1
Jessica Correa venceu Joice Mara da Silva na decisão unânime dos jurados

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *