Denis Chokito, Hermes França e mais campeões do Campeonato Cearense de Jiu-Jitsu

Share it

Ex-lutador do UFC e campeão do WEC, Hermes França (b.branca) brilhou no meio-pesado. Foto: Divulgação

Os torneios válidos pelo Ranking MEIAGUARDA sempre estão recheados de feras, mas essa lista superou a expectativa no Campeonato Cearense com e sem kimono, realizado no dia 6 de agosto, na reabertura do ginásio da Faculdade Estácio-Centro. Uma legião de craques estiveram no saudoso local de tantos confrontos épicos, e mais uma vez o emblemático palco nordestino fez a galera competir com técnica e raça, como você confere abaixo.

Na faixa-preta, Denis Chokito reinou no topo dos pódios do absoluto e do peso médio. O representante da Brotherhood no Ceará superou Matheus Carlos (MG) com um estrangulamento na final do aberto e venceu Pedro Henrique (Evolution) com um triângulo na final da categoria.

Nas outras divisões, Matheus Carlos (MG) aplicou um estrangulamento pelas costas para ficar com o ouro pena, Marcelo Marques (MG) foi o dono do peso médio, Paulo Sergio (Cavalcanti) abocanhou a medalha dourada do super-pesado e Antonio Ferreira da DBK foi arisco e triunfou no super pesado.

Pela classe master, David Gonçalves (Nova União Sobral) foi o nome do peso médio e do absoluto livre.

Já o forte José Valber da tradicional escola Darcio Lira venceu o pesadíssimo e depois foi para enquete: Quem é o maior paredão do Ceará? Valber e Marcos Moreno se enfrentaram e quem levou a melhor foi o representante da Darcio Lira, campeão do aberto pesado. Ainda no master, Diego Oliveira e Nazareno Gomes fecharam o meio-pesado para a Evolution.

Ainda na faixa-preta pretas, na divisão de sêniors, Napoleão Cavalcante (BD Team) ampliou sua vantagem no Ranking MEIAGUARDA depois de faturar a categoria pesado e o aberto pesado. No super pesado, Iranildo Gigante (GC-Pepey) teve que suar para vencer o professor David de Sousa (BD Team), que retornou às competições com 30 kg a menos e cheio de gás. Também merecem o destaque o irmão de Gigueto, Jorge Henrique Soares (MG), campeão no leve, e o amazonense Edinei Tomazini (Gracie Barra) ouro no pena.

Na faixa-marrom, Jonas Bruno comandou a graduação arrastando o peso leve e o absoluto leve.

Pela faixa-roxa, a Nova União decidiu a distribuição de medalhas do absoluto livre, no qual João Victor Machado ficou com o ouro, Gabriel Magalhães com a prata e Thalyson Araujo com o bronze. Eles também mandaram bem nas suas respectivas categorias de peso, com João Victor e Gabriel fechando o meio-pesado e Thalyson triunfando no pena.

No sem kimono, o piauiense Luiz Otavo (Team 1) ficou com o primeiro lugar do absoluto, mas acabou derrotado no meio-pesado pelo ex-lutador do UFC Hermes França (Global Fight).

Por equipes, o resultado foi:

1. Nova União – 195
2. BD Team – 174
3. Cicero Costha – 169

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *