Vídeo: Cris Cyborg nocauteia e fatura cinturão peso-pena feminino do UFC 214

Share it

Cyborg nocauteou e garantiu seu sonhado cinturão do UFC. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Em noite de muitas emoções, a cidade de Anaheim, na Califa, recebeu grandes lutas no UFC 214, realizado nesse sábado, dia 29.

Dentre as três lutas válidas por cinturão no card, uma delas foi a da brasileira Cris Cyborg. Favorita para a conquista do título, a fera encarou Tonya Evinger.

Em luta cadenciada, Cyborg dominou o combate em pé, fez ataques estratégicos e conseguiu a vitória após bela sequência no terceiro assalto.

“O cinturão veio no momento certo. Estou no melhor momento da minha carreira. Antes eu jogava muitos golpes, desta vez eu quis controlar melhor a luta. Eu sou boa no chão também, sou faixa-marrom de Jiu-Jitsu, mas as pessoas só viram meu boxe. Quis usar melhor o meu tempo no cage e a luta foi boa para mim. Agradeço aos fãs que ficaram acordados até tarde no Brasil, estou levando o cinturão para casa”, disse a campeã que se junta a Amanda Nunes, campeã peso-galo, que sustentam os dois únicos cinturões brasileiros na organização.

Confira o lance vitorioso de Cris Cyborg no vídeo abaixo!

UFC 214
Anaheim, Califórnia, EUA
29 de julho de 2017

Jon Jones venceu Daniel Cormier por nocaute técnico aos 3min01s do R3
Tyron Woodley venceu Demian Maia na decisão unânime dos jurados
Cris Cyborg venceu Tonya Evinger por nocaute técnico a 1min56s do R3
Robbie Lawler venceu Donald Cerrone na decisão unânime dos jurados
Volkan Oezdemir nocauteou Jimi Manuwa aos 22s do R1

Card preliminar

Ricardo Lamas venceu Jason Knight por nocaute técnico aos 4min34s do R1
Aljamain Sterling venceu Renan Barão na decisão unânime dos jurados
Brian Ortega finalizou Renato Moicano na guilhotina aos 2min59s do R3
Calvin Kattar venceu Andre Fili na decisão unânime dos jurados
Alexandra Albu venceu Kailin Curran na decisão unânime dos jurados
Jarred Brooks venceu Eric Shelton na decisão dividida dos jurados
Drew Dober nocauteou Josh Burkman aos 3min04s do R1

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *