Jiu-Jitsu: O estrangulamento relógio que funcionou no judô

Share it

Lubjana Piovesanan garantiu o bronze com um belo estrangulamento. Foto: Reprodução

Rolou no último final de semana o GP de Cancun de Judô, arte irmã do nosso Jiu-Jitsu com foco maior nas quedas. Mas quem disse que só de quedas vivem estes bravos competidores de kimono?

A pequena Lubjana Piovesana, da Grã-Bretanha, mais uma vez provou que as finalizações também fazem parte do arsenal dos judocas. Na disputa pelo bronze até 63kg na faixa-preta, contra a alemã Vivian Herrmann, Lubjana entrou em queda sem sucesso,mas abriu caminho para o estrangulamento que lhe daria a vitória.

Após chegar ao solo com firme pegada na gola adversária, Piovesana girou para o lado oposto, e seguiu com o giro num belo estrangulamento relógio, que acabou por apagar a adversária. O juizão, sem entender, só parou a luta após Lubjana soltar o golpe e apontar para a desacordada oponente.

Confira o golpe no vídeo abaixo!

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. jay at 9:46 am

    meu Deus.. a que ponto chegamos no judo.. judoka nao sabe defender estrangulamento e juiz nao sabe o que ta acontecendo ali..

    e esse é o caminho que tamos caminhando no jj.. cada dia com regras mais absurdas. “nao pode cruzar o braco aqui.. nao pode cruzar o braco ali, nao pode pegar a manga dessa ou daquela maneira..” triste isso.. muito triste. jj daqui uns anos vai ser o judo hoje.

  2. Ricardo at 6:00 am

    Essa técnica de shime waza (técnica de estrangulamento) pertence ao grupo das técnicas de katame waza (técnicas de controle), também conhecida como ne waza (técnicas de solo) do Judô.
    O que o BJJ chama de “reloginho” nada mais é do que a técnica KOSHI JIME (estrangulamento com o quadril).
    http://judoinfo.com/shime/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *