Faixa-preta de Jiu-Jitsu, Adriano Moraes aguarda chance de unificar cinturões no One FC

Share it

Ex-campeão e agora dono da cinta interina, Adriano aguarda chamado da organização. Foto: Divulgação/One FC

Campeão interino da divisão dos moscas, Adriano Moraes ainda não entrou em ação em 2017 pelo One FC, o mais competitivo evento de MMA da Ásia. A última vitória do faixa-preta de Jiu-Jitsu na organização foi sobre Tilek Batyrov, pelo One FC 45, onde usou o estrangulamento para sair vitorioso.

Moraes aguarda ansiosamente por uma revanche contra Kairat Akhmetov, que detém o cinturão linear da categoria. Kairat venceu o brasileiro no One FC numa luta polêmica, que teve o resultado bastante contestado, via decisão dividida dos jurados. Adriano, por sua vez, segue treinando normalmente até o chamado oficial para a disputa, ainda para 2017.

“Venho aguardando a luta pelo título linear do One e continuo treinando bastante para sair com o resultado positivo. Como já lutei com o campeão uma vez, estou focado para ajeitar os erros e conquistar esse título mais uma vez”, conta o atleta.

Adriano, que tem 15 vitórias, sendo oito por finalização, e duas derrotas, não tem deixado o kimono de lado. Adriano coloca o tradicional paletó para ensinar Jiu-Jitsu para as crianças da ATT e treinar com craques como Rodolfo Vieira e Bruno Malfacine, por exemplo.

“Bem, venho dando aulas de Jiu-Jitsu para crianças na ATT e aprendendo muito com a galera. No começo do ano, competi o Brasiliense de Jiu-Jitsu Sem Kimono em Brasília também. Venho participando e ajudando no camp da galera da academia e com isso, estou aperfeiçoando meu wrestling, boxe e muay thai e, claro, meu Jiu-Jitsu. Eu tive a honra de treinar com o Bruno Malfacine também. Estou aguardando o contrato da luta pelo título no One Championship”, comenta o casca-grossa.

Enquanto não tem sua luta marcada pela organização do One Championship, Adriano planeja lutar um torneio de Jiu-Jitsu da IBJJF, maior organização do mundo no Jiu-Jitsu.

Veja Moraes em ação:

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more
There are 3 comments for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *