O que Leandro Lo e Erberth Santos conversaram durante a final do Brasileiro de Jiu-Jitsu 2017?

Share it
Leandro Lo vs Erberth Santos: Foto: Flashsport.

Leandro Lo vs Erberth Santos: Foto: Flashsport.

Os supercraques do Jiu-Jitsu Leandro Lo e Erberth Santos foram a Barueri para lutar ou para conversar?

Para lutar, claro, e lutaram muito, durante o 21º Brasileiro de Jiu-Jitsu da CBJJ, o maior evento do país em 2017, com 5.750 atletas inscritos. Mas houve tempo para um rápido bate-papo.

Nos últimos minutos da final do absoluto, a luta em andamento, Lo e Erberth sorriram, conversaram, se provocaram, na maior catimba. O que obrigou o árbitro, o experiente Luiz Kabelinho, a dar punições aos dois finalizadores.

Foi o segundo confronto entre o líder da NS Brotherhood e o lutador da Almeida Jiu-Jitsu. Segundo confronto do dia, claro, pois antes das finais de domingo 30 de abril (superpesado e absoluto), Leandro e Erberth já haviam se enfrentado uma vez.

Foi na Copa Pódio, em edição em Buenos Aires, Argentina, no dia 9 de julho de 2016. Na disputa, válida pela final do GP de Pesos Médios, Lo pegou as costas do adversário e venceu por 6 a 0.

No Brasileiro da CBJJ, Lo e Erberth fizeram primeiro a final do superpesado. Erberth começou como um ciclone, partindo para cima da guarda de Lo e obrigando o pentacampeão mundial na faixa-preta a usar os longos braços para afastar Erberth e tentar virar de quatro. Apesar da vantagem de 1 a 0, Erberth não segurou o resultado, e nos últimos minutos foi raspado e teve a guarda passada (5 a 0), o que fez o caldeirão em Barueri explodir em gritos e celebrações por parte da torcida de Lo.

Na final do absoluto, a disputa seguia empatada em 2 a 2 (ver o vídeo oficial da luta abaixo) até que uma queda foi marcada para Lo. Quando o duelo recomeçou, com Lo na guarda fechada de Erberth, rolou o papinho. (Confira, a 10min do vídeo.)

“Levanta aí, não fica parado não, vamos sair na porrada para essa galera vibrar nesse minutinho final”, disse Erberth, pelo que a reportagem pôde identificar naquele ginásio ensandecido.

“Ué, abre a guarda então… Abre aí para ver se eu não passo”, respondeu Lo, para risadas dos dois.

“Bora em pé de novo então!”, replicou.

Dito e feito, os dois ficaram em pé e a guerra recomeçou. Algum tempinho depois, Lo puxou para a guarda e o papo voltou:

“Abre aí agora que eu passo, hein”, disse. “Passa nada”, respondeu o outro.

No fim da luta, vitória de Lo e reconhecimento de Erberth, que apesar dos dois resultados se manteve como primeiro no ranking mundial da IBJJF, por cerca de 20 pontos. Depois do pódio, em que os dois trocaram abraços, Lo mandou o papo reto para nossa reportagem:

“Na real eu vim para este Brasileiro mais porque a torcida do Jiu-Jitsu merecia ver esse clássico. Não porque sou eu… Mas porque a luta entre nós dois prometia, né? Hoje em Barueri o ginásio voltou a lembrar aqueles tempos de Roger, Jacaré, Tererê, Margarida, todo mundo vibrando muito, e o fã de Jiu-Jitsu no fim é quem ganha”.

Ler matéria completa Read more
There are 4 comments for this article
  1. Rafael Cesar at 9:36 pm

    Incrível esses dois, muita energia nas lutas precisamos de mais lutas assim no jiu jitsu foi fantástica a vibração dá torcida o brasileiro de jiu jitsu é o maior campeonato do mundo muitos o ignoram mas não deveriam!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *