Bia Mesquita e os treinos com Letícia Ribeiro para defender seu título no Pan 2017

Share it

Bia busca novo sucesso em campanha pelo Pan de Jiu-Jitsu. Foto: Vitor Freitas/Divulgação

A pacata cidade de Irvine, na Califórnia, recebe a partir do dia 15 de março os mais valentes lutadores do planeta, e uma dessas feras, que estará em ação no Pan de Jiu-Jitsu de 2017, vai lutar de rabo-de-cavalo. Trata-se de Beatriz Mesquita, aluna de Letícia Ribeiro, que parte em defesa seu título no peso leve, contra adversárias de grosso calibre, como Fabiana Borges, Jaqueline Amorim, e Tammi Musumeci.

Ser a atual campeã gera uma pressão extra? Bom, ela mesmo explica:

“Eu tenho pensado mais ultimamente a esse respeito. Não sinto muita pressão, mas é claro que coloco certa responsabilidade de querer manter o título na categoria. Há cinco anos consecutivos venho ganhando o Mundial e o Pan na categoria, sendo que em 2011 e 2013 fechei com a Carol Vidal no Pan. Mas isso de certa forma me faz querer continuar ganhando, continuar o bom desempenho. Como dizem: ‘É mais difícil chegar ao topo do que se manter nele’. Estou trabalhando duro”, conta Bia, antes de analisar a categoria leve no Pan.

“Já lutei com todas as três e todas são talentosas. Mas todo campeonato eu só penso em dar o meu melhor, fazer o meu jogo, a minha parte. Eu treino para desenvolver minhas habilidades da melhor forma, para vencer independente de qual for a adversária. O resultado é apenas a consequência dos nossos esforços”, diz.

Bia também detalhou como vai funcionar o camp para o Pan na academia de Letícia Ribeiro, em San Diego.

“Lá na Letícia é a mesma vibe de treino, dieta, competição e descanso. O treino é ótimo, principalmente por ter a Letícia e as meninas para treinar. É uma união muito boa. Geralmente, fazemos treino físico três vezes na semana e Jiu-Jitsu todas as manhãs, com o professor Fabrício Morango e a noite com a Letícia. Dedicamos muito tempo para fazer drill e treinar uma com as outras”, comenta a faixa-preta, que também falou dos seus treinos de crossfit em Saquarema, e o que o novo modo de treinamento tem agregado ao seu Jiu-Jitsu.

“Depois do crossfit tenho me sentido mais forte. Esse é o principal diferencial e mais visível ao meu ponto de vista. Mas o crossfit é um treino físico completo, desde minha pegada, meu condicionamento… Todo meu desempenho vem melhorando muito depois que coloquei o crossfit nos meus treinos”, encerra a campeã.

Neste sábado, 11 de março, em San Diego, Bia Mesquita encara Talita Alencar numa superluta no Five Grappling.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *