Mundial 2016: Confira nossa lista de favoritos e as surpresas da faixa-preta

Share it
O Mundial deste ano promete ferver a Pirâmide de Long Beach, na Califa. Foto: GRACIEMAG

O Mundial deste ano promete ferver a Pirâmide de Long Beach, na Califa. Foto: GRACIEMAG

Ontem, dia 24 de maio, foi a data limite para inscrições ao Mundial de Jiu-Jitsu de 2016, que rola nos dias 2, 3, 4 e 5 de junho, em Long Beach. Com a lista fechada, podemos concluir que a divisão faixa-preta deste ano é uma das mais movimentadas do últimos tempos. Quase todos os grandes nomes da arte-suave em atividade estão inscritos, incluindo algumas boas surpresas.

Tivemos a conta de 246 faixas-pretas registrados, com 194 no masculino e 52 no feminino. A categoria com mais nomes é a dos médios, com 34 atletas, e a dos galos, com 13, é a menos concorrida em número de aspirantes ao título.

Algumas surpresas deste ano ficam para Celsinho Venicius e Gabi Garcia, que apesar das suas respectivas investidas no MMA estão de volta ao Mundial com sede de vitória. Outro retorno é o de Ary Farias, que após perder o ouro em 2014 por um descuido na comemoração volta com mais experiência e tem tudo para esquentar sua divisão de peso.

Entre as baixas temos Rodolfo Vieira, que segue firme sua transição para o MMA, Xande Ribeiro, Mario Reis, Luanna Alzuguir e Ana Laura Cordeiro. Fora estes, a maioria dos craques do Jiu-Jitsu mundial estarão na briga pelo título.

Confira nossos destaques:

Be Faria detém o título de atual campeão mundial absoluto. Foto: Ivan Trindade

Be Faria detém o título de atual campeão mundial absoluto. Foto: Ivan Trindade

MASCULINO

Galo: Bruno Malfacine e Caio Terra lideram a lista do peso-galo, que também conta com nomes como Koji Shibamoto, Ivaniel Cavalcanti, Washingtion Lima e José Tiago Barros.

Pluma: Os irmãos Myiao estão até o momento juntos na divisão de plumas, depois de João ter ficado em segundo duas vezes em derrota na final para Malfacine no peso-galo. Michael Musumeci, campeão peso-galo no Pan deste ano também resolveu subir de divisão. Isaac Doederlein, Gabriel Moraes, Milton Bastos, Rafael Freitas e Hiago Georges também estão na lista.

Pena: Rafael Mendes e Rubens Cobrinha estão mais uma vez como favoritos em sua divisão. Rafa vai para sua oitava aparição na faixa-preta, com cinco títulos conquistados. Cobrinha chega à sua décima primeira, e tenta igualar os cinco ouros de Rafa neste ano. O problema é que na divisão ainda temos nomes como ´Márcio André, Gianni Grippo, Osvaldo Moizinho, Samir Chantre, Ary Farias, Bruno Frazzatto e outros.

Leve: Amigos e companheiros de treino, Lucas Lepri e Michael Langhi vão tentar mais uma vez fechar a categoria para a equipe Alliance, mas não será uma missão das mais fáceis. As duplas JT Torres e Michael Lieira da Atos, AJ Agazarm e Edwin Najmi da Gracie Barra, junto de nomes como Kevin Maecha, Roberto Satoshi e Rafael Barbosa prometem complicar os planos da águia para este ano.

Médio: O atual campeão Cláudio Calasans terá 33 nomes ávidos para conquistar o seu trono. Otavio Sousa,Yago Souza, Jon Satava, Dillon Danis, Vitor Oliveira, Gabriel Arges e Vitor Estima estão entre os favoritos, juntamente com Lucas Leite, em retorno aos médios (divisão na qual foi campeão mundial em 2007), e Celsinho Venicius, que subiu dos leves.

Meio-pesado: Em outra divisão bem movimentada, o atual campeão LEandro Lo terá trabalho para tentar manter seu título. Romulo Barral está na lista e tentará seu sexto ouro, enquanto Keenan Cornelius segue faminto por seu primeiro título mundial na faixa-preta. Outros nomes como Tarsis Humphreys, Matheus Diniz, Guto Campos, Murilo Santana, Lucas Barbosa e Gregor Gracie também estão de olho no ouro.

Pesado: Felipe Preguiça e André Galvão terão a chance de repetir a emocionante final de 2014, mas outros nomes também estão na disputa. Erberth Santos, Tim Spriggs, Jackson Sousa, Cassio Francis, Lucas Rocha prometem esquentar as coisas no pesado.

Superpesado: Bernardo Faria também terá que trabalhar bastante para defender seu título mundial na competição. Leo Nogueira, seu companheiro de equipe, está na disputa, e pode até fechar com o amigo assim como fizeram em 2012, mas nomes como Luiz Panza, Lucio Lagarto, Igor Silva, Alex Ceconi, Guybson Sá e Rodrigo Cavaca também estão na briga pelo lugar mais alto do pódio.

Pesadíssimo: Marcus Buchecha está de volta às competições, e não pretende deixar ninguém tirar o título da Checkmat. Em sua ausência no ano passado, após a lesão no joelho, Gabriel “Fedor” segurou o ouro em casa, mas craques como Alex Trans, Roberto “Cyborg” Abreu, Ricardo Evangelista, João Gabriel Rocha e Mahamed Aly prometem engrossar o caldo.

Dominyka Obelenyte faturou o ouro duplo no mundial do ano passado. Foto: Ivan Trindade

Dominyka Obelenyte faturou o ouro duplo no mundial do ano passado. Foto: Ivan Trindade

FEMININO

Galo: Rikako Yuasa ganhou o pluma no ano passar e agora pretende levar o galo. A compatriota japonesa Kanako Inaba e Sofia Maarante também estão no bolo em busca do título.

Pluma: Gezary Matuda vem com o título do Pan deste ano, enquanto Kristina Barlaan com o Europeu. As duas podem até fazer a final, mas ainda temos Ariadna Oliveira em busca do seu lugar.

Pena: Mackenzie Dern sai em busca do seu segundo ouro, enquanto Michelle Nicolini tenta seu nono em sua despedida dos mundiais da IBJJF no adulto. Tammi Musumeci também esta na briga, em busca de seu primeiro título, em uma das divisões mais disputadas do feminino.

Leve: Bia Mesquita parte em busca do seu quinto ouro no Mundial, mas Sarah Black está em grande fase nos Opens da IBJJF, e seu embalo pode ser um obstáculo para Bia.

Médio: Outra categoria bem movimentada, o médio feminino tem nomes como Luiza Moteiro, quer quer seu segundo ouro, e Monique Elias, em busca do primeiro. Outros nomes como Shanti Abelha e Megan Nevill estão incluídos na disputa.

Meio-pesado: Andressa Correa parte em busca do “Grand Slam” com o ouro no Mundial, após vencer no Europeu, Pan, e Brasileiro em 2016. Sijara Eubanks também está no meio-pesado, após voltar de investida no MMA. Lenna Dttrich e Gretchen Zoeller também estão na briga pelo título.

Pesado: Fernanda Mazzelli quer seu terceiro ouro mundial, mas Vanessa Oliveira, Samela Lopes e Alison Tremblay vão fazer o seu melhor para evitar.

Superpesado: Dominyka Obelenyte parte com vontade de repetir o ouro duplo no Mundial de 2015, mas este ano a divisão terá o retorno da multicampeã Gabi Garcia, depois de ficar de fora dois anos por migração para o MMA. Será que teremos Dominyka x Gabi na final do peso ou do absoluto?

Para conferir a lista completa, clique aqui. E não deixe de acompanhar a nossa cobertura do Mundial de Jiu-Jitsu de 2016!

Ler matéria completa Read more
There are 10 comments for this article
  1. Isaias Moraes at 3:09 pm

    As ausências farão muita falta. Também no feminino. Algo deveria ser feito para não ter fechamento de semis e finais. A regra precisa de ajuste. Os pontos por equipes também: as equipes q levam 100 atletas têm vantagem. A Cícero Costha leva nem 30 atletas e pega 2° ou 3° lugar.
    A pontuação deveria ser mais proporcional.
    Ps- equipes com mais finalizações deveriam ter mais pontos também.

  2. Pingback: Confira as chaves da faixa-preta do Mundial de Jiu-Jitsu 2016 - Academia Arcadas Fintness

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *